Um teste para o Brasil 
Editorial Estado de São Paulo - 20/05/2017
O País vive o seu momento de maior instabilidade política desde a promulgação da Constituição de 1988
O País vive o seu momento de maior instabilidade política desde a promulgação da Constituição de 1988. À instabilidade e à incerteza quanto ao futuro que dela advém, soma-se ainda o clima anuviado, urdido – não é demais lembrar – pela incessante campanha petista pela cisão dos brasileiros entre “nós” e “eles”. Quando o salutar debate de ideias perde força porque os interlocutores são tratados como inimigos em potencial, está formado o meio de cultura ideal para o florescimento dos arautos do caos e da irresponsabilidade.
Os afoitos que propugnam a destituição de um governo antes que estejam reunidas as provas para além de qualquer dúvida razoável quanto à sua correção não atentam apenas contra um presidente, um partido ou a sociedade – o que já seria grave o bastante –, atentam contra a própria Constituição.

 

As Farc do Brasil

Este artigo foi escrito em março de 2009 e agora se tornou mais atual do que nunca. Conta a trajetória do ex-padre português Alípio de Freitas, que vivia no Brasil e pegou em armas contra o regime militar. Foi transferido de prisão 16 vezes e é considerado um dos inspiradores das duas maiores facções criminosas do país – o Comando Vermelho e o Primeiro Comando da Capital. Vale a pena ler de novo a história desse incrível personagem que completa 88 anos no mês que vem...."

Tratado como vítima e herói parece que a famigerada Comissão da omissão ,  pretende fazer uma revisão na história do  terrorista, omitindo sua dedicada vida de membro da organização subversivo-terrorista Ação Popular - AP, omitindo que o padre que pegou em armas foi o mentor do atentado a bomba no Aeroporto de Guarrarapes,  que matou 2 pessoas e feriu outras 14 , algumas seriamente. Este atentado  é considerado o marco inicial da luta sangrenta no Brasil. Estava começando a aplicar os conhecimentos sobre explosivos que aprendera em Cuba . 
Vale a pena conhecer melhor a vida do "dedicado padre ", que recebeu uma indenização milionária  e homenagens  em uma das últimas vezes que veio a Recife.

Leitor, se quiser conhecer melhor a vida do padre, vá a Home, no menu , clique em Busca e coloque em pesquisa o nome Alípio Freitas. Encontrará cerca de 14 matérias com os" malfeitos" do Padre Alípio .Segue abaixo um aartigo de Carlos Andreazza que demonstra bem as consequências do mentor das facções, que foram se aperfeicoando até os dias de hoje,

"General Leite

O direito de livre expressão é de todos e, portanto, aí vai um pouco do que penso. Sem dúvida a “PACIFICAÇÃO”, conforme nos ensinou CAXIAS, é essencial para a união nacional, mas não esqueçamos que os tempos são outros e que “o homem é produto do meio”. Atentemos para o que aconteceu após 1964. A Lei da Anistia foi e ainda é ignorada pela esquerda derrotada que buscou e conseguiu o poder e o enriquecimento fácil passando a ditar as regras de um jogo sujo, que ela bem sabe jogar


 

Facção tem elo com FARC e plano político do Amazonas tem 'estreitas conexões' com as Farc, afirma MPF
Família do Norte negociou compra de pistolas, fuzis e submetralhadoras 
Por Renata Mariz - O Globo - 04/012017
Ministro culpa empresa por massacre em Manaus Ministro culpa empresa por massacre em Manaus 05/01/2017
BRASÍLIA - Facção apontada como responsável pela morte de 56 detentos dentro de um presídio de Manaus, a Família do Norte (FDN) tinha “estreitas conexões” com as Forças Revolucionárias da Colômbia (Farc), segundo denúncia do Ministério Público Federal (MPF) embasadas por investigações da Polícia Federal.
A FDN, facção da matança, é ligada à colombiana FARC e tinha projeto de eleger prefeitos

 Iván Ríos confirmou informação em comunicado fechado.
Mais cedo, chefe do grupo falou que mantinha compromisso com a paz.
Da France Presse
Farc dizem diz não saber sobre paradeiro de sequestrados
Compromisso das Farc com a paz na Colômbia está 'em teste', diz Santos
A guerrilha das Farc confirmou nesta terça-feira (18) a captura do general do Exército da Colômbia Ruben Alzate, do cabo Jorge Contreras Rodríguez e da advogada Gloria Urrego, interceptados no domingo por unidades rebeldes no Departamento de Chocó (oeste).

Observação do site www.averdadesufocada.com :
Se os militares não tivessem vencido as guerrilhas rural e urbana que aterrorizaram o Brasil nas décadas de 70 e 60, nós estaríamos em uma ditadura comunista nos moldes de Cuba ou na mesma situação da Colômbia, que luta com a guerrilha das Farc desde 1964.