ALMA DE  SOLDADO
GEN REF QUEIROZ 
Alma de soldado é amar a Pátria com sinceridade, sem fingimento, sem rodeios, sem falsidade; é ser capaz de dar a vida por ela.
Alma de soldado é ter espírito de servidão, é servir ao País como o monge serve a Deus, é sentir em seu coração as melodias de sua terra.
Alma de soldado é sentir saudade da alvorada e do silêncio nos acordes de um clarim, é sentir vida despertar com as últimas estrelas do céu e os primeiros raios do sol.
Alma de soldado é recordar as horas passadas em seu posto de sentinela, sentindo a brisa das madrugadas. É conviver com a solidão da noite e namorar as estrelas no céu.
Alma de soldado é fortalecer o corpo com exercícios físicos, mesmo nas manhãs frias e inverno ou chuvosas de verão; é ser forte como são os homens na guerra.
Alma de soldado é ter orgulho do uniforme e a profissão, é trabalhar com entusiasmo, é acreditar na sua missão de defender o Brasil, é preparar-se para ela nas condições mais adversas.
Militares e segurança jurídica
 EDITORIAL O ESTADÃO - 10/08/2017
Exército reivindica mais segurança jurídica para os militares envolvidos em policiamento
Desde que as Forças Armadas passaram mais frequentemente a ser convocadas para participar das chamadas Operações de Garantia da Lei e da Ordem previstas na Constituição, auxiliando no policiamento de várias cidades – agora estão no Rio de Janeiro –, o comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, reivindica mais segurança jurídica para os militares envolvidos nessa tarefa. “Tenho o dever de protegê-los”, disse ele em sua conta no Twitter, dias depois de tropas terem atuado em Jacarepaguá, na Vila Cruzeiro e no Complexo de Lins, no Engenho Novo.

 Recado do Exército mostra que intervenção militar é uma possibilidade concreta
 Tribuna da Internet - 05/08/2017
Villas Bôas anexou a foto da reunião do Estado Maior
Carlos Newton
Em países minimamente civilizados, comandantes das Forças Armadas não fazem comentários sobre assuntos políticos. Por isso, quando se manifestam, todo cuidado é pouco. Aqui no Brasil, poucas horas depois de a Câmara Federal ter rejeitado a abertura de processo criminal contra o presidente Michel Temer, o comandante do Exército mandou um duro recado ao governo. Através de sua conta no Twitter, disse o general Eduardo Villas Bôas: “Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao Exército. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites”.

    BOM DIA, COMANDANTE!