MEMORIAL 1935                       

MORTOS NA INTENTONA  COMUNISTA DE  NOVEMBRO DE 1935    

 Monumento em homenagem aos heróis que tombaram na covarde tentativa de implantar o o comunismo no Brasil. Praça General Tibúrcio,  Praia Vermelha / RJ. Este monumento ocupa hoje o antigo local onde estava sediado o 3º RI, que, sublevado, foi completamente destruído.

Poucos conhecem seus nomes. Eles morreram na madrugada de 27 de novembro de 1935. Não em combate, mas covardemente assassinados. Alguns dormindo...
Durante todos estes anos, suas famílias, em silêncio resignado, reivindicaram dos governantes, a não ser um mínimo de coerência, a fim de que pudessem acreditar que eles não morrerem em vão. 
 
 

01. Abdiel Ribeiro dos Santos - 3º Sargento
02. Alberto Bernardino de Aragão - 2º Cabo
03. Armando de Souza Mello - Major
04. Benedicto Lopes Bragança - Capitão
05. Clodoaldo Ursulano - 2º Cabo
06. Coriolano Ferreira Santiago - 3º Sargento
07. Danilo Paladini - Capitão
08. Fidelis Batista de Aguiar - 2º Cabo
09. Francisco Alves da Rocha - 2º Cabo
10. Geraldo de Oliveira - Capitão
11. Jaime Pantaleão de Moraes - 2º Sgt
12. João de Deus Araújo - Soldado
13. João Ribeiro Pinheiro - Major
14. José Bernardo Rosa - 2º Sargento
15. José Hermito de Sá - 2º Cabo
16. José Mário Cavalcanti - Soldado
17. José Menezes Filho - Soldado
18. José Sampaio Xavier - 1º Tenente
19. Lino Vitor dos Santos - Soldado
20. Luiz Augusto Pereira - 1º Cabo
21. Luiz Gonzaga - Soldado
22. Manoel Biré de Agrella - 2º Cabo
23. Misael Mendonça -T.Coronel
24. Orlando Henrique - Soldado
25. Pedro Maria Netto - 2º Cabo
26. Péricles Leal Bezerra - Soldado
27. Walter de Souza e Silva - Soldado
28. Wilson França - Soldado

 

Vítimas do terrorismo comunista em outros novembros, durante a luta armada.

 

12/11/64 - Paulo Macena

(Vigia - RJ)

Morto durante a explosão de uma bomba colocada Cine Bruni, no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro. Bomba deixada por uma organização comunista como protesto pela aprovação da Lei Suplicy que extinguia a UNE ( União Nacional dos Estudantes) e a UBES (União Brasileira de Estudantes secundaristas). Além da morte do vigia, ficaram feridas seis pessoas. 

 

24/11/67 - José Gonçalves Conceição (Zé Dico) 

(Fazendeiro - SP)

Morto por Edmur Péricles de Camargo, integrante da Ala Marighela, durante a invasão da fazenda Bandeirante, em Presidente Epitácio. Zé Dico foi trancado num quarto, torturado e, finalmente, morto com vários tiros. O filho do fazendeiro que tentara socorrer o pai foi baleado por Edmur com dois tiros nas costas. 

 

07/11/68 - Estanislau Ignácio Correia

(Civil - SP)

Morto pelos terroristas Ioshitame Fugimore, Oswaldo Antônio dos Santos e Pedro Lobo Oliveira, todos integrantes da Vanguarda Popular Revolucionária(VPR), quando roubavam seu automóvel na esquina das ruas Carlos Norberto Souza Aranha e Jaime Fonseca Rodrigues, em São Paulo. 

 

04/11/69 - Estela Borges Morato

(Investigadora do DOPS - SP)

Morta a tiros quando participava da operação em que morreu o terrorista Carlos Marighela.  

 

04/11/69 - Friederich Adolf Rohmann

(Protético - SP)

Morto durante a operação que resultou na morte do terrorista Carlos Marighela. 

 

07/11/69 - Mauro Celso Rodrigues

(Soldado PM - MA)

Morto em uma emboscada, durante a luta travada entre lavradores de terra, incitados por militantes da Ação Popular(AP). 

 

14/11/69 - Orlando Girolo

(Bancário - SP)

Morto por terroristas durante assalto ao Banco Brasileiro de Descontos(Bradesco). 

Autores :  Eduardo Leite ( Bacuri ) pela REDE e Devanir José de Carvalho, pelo MRT

      

10/11/70 - José Marques do Nascimento

(Civil - SP)

Garibaldi de Queiroz 

(Soldado PM - SP)

Mortos em confronto com terroristas da VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) que faziam uma panfletagem armada na Vila Prudente, São Paulo.  Autores Yoshitame Fujimori , Ana Maria Nacinovic Correa e Carlos Eugênio Sarmento Coelho da Paz ( Clemente).

 

01/11/71 - Nelson Martinez Ponce

(Cabo PM - SP)

Metralhado por Aylton Adalberto Mortati, durante um atentado praticado por cinco terroristas do MOLIPO (Movimento de Libertação Popular), contra um ônibus da Empresa de Transportes Urbano S/A, em Vila Brasilândia, São Paulo. 

10/11/71 - João Campos

(Cabo PM - SP)

Morto na estrada de Pindamonhangaba, ao interceptar um carro que conduzia terroristas armados.

 

22/11/71 - José Amaral Vilela

(Guarda de segurança  - RJ)

Neste dia os terroristas Sérgio Landulfo Furtado, Norma Sá Ferreira, Nelson Rodrigues Filho, Paulo Roberto Jabour, Thimothy William Watkin Ross e Paulo Costa Ribeiro Bastos assaltaram um carro-forte da firma TRANSPORT, na Estrada do Portela, em Madureira. O guarda José Amaral Vilela foi morto a rajadas de metralhadora e ficaram feridos os guardas Sérgio da Silva Taranto, Emílio Pereira e Adilson Caetano da Silva.Organizações participantes: MR-8  e Var- Palmares

 

27/11/71 - Eduardo Timóteo Filho

(Soldado PM - RJ)

Morto por terroristas, durante assalto contra as Lojas Caio Marti.

 

09/11/72 - Mario Domingos Panzariello

( Detetive  da Polícia Civil - RJ)    

Morto ao pedir documentos à terrorista da ALN  Ana Maria Nascimento Furtado   

Seus familiares não receberam indenizações. Em compensação, seus assassinos, se vivos ou seus familiares foram  indenizados

Comentários  

+1 #1 carlos I.S. Azambuja 07-07-2014 15:52
Sugiro corrigir o nome do "Clemente"

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar