Pela editoria do site

Depois de algum tempo, talvez pressionado pelos meios de comunicação, o Lula elogia a Colômbia, não o presidente Uribe e nem o exército colombiano, pelo resgate dos reféns. Em entrevista ao Jornal da Globo diz que as Farc têm de agir dentro das normas democráticas e libertar todos os reféns. É cuidadoso na sua fala. Mas o momento político exige que se pronuncie.

 

Texto completo

Lula, parceiro das Farcs, amigo de Hugo Chaves e de Evo Moralles, jamais poderá chamar de grupo terrorista um parceiro do Foro de São Paulo. Para ele , Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia e outros membros do PT, as Farcs são “um movimento popular”.

 Finalmente, depois de uma nota sem expressão, em entrevista ao Jornal O Globo referiu-se ao presidente Álvaro Uribe, afirmando que “ vai conversar com ele”.

Imaginem !... chegou a condenar a luta armada, para a tomada o poder, na América do Sul. Chegou a pedir sensibilidade às Farcs para participar do jogo democrático e libertar todos os reféns que ainda estão nas selvas colombianas, cerca de 700.

Lula, como sempre, não sabe de nada! Não sabe que terrorista não tem sensibilidade.

 Quanto a essa espetacular ação do exército colombiano, nem uma palavra elogiosa. Aliás, parte da mídia, já está querendo tirar o mérito dos soldados colombianos: dizem que tiveram o auxílio dos Estados Unidos, de Israel e até que tudo não passaria de uma farsa.

 Mas, vem mais, aguardem: os direitos humanos logo vão reclamar de um ligeiro roxinho no olho de César, um dos carrascos dos reféns, e do fato dos militares terem tirado a roupa dos dois terroristas no helicóptero.

Mas, voltemos à entrevista, na rede Globo ( TV e Jornal). Lula condenou o seqüestro de pessoas , afirmando que é um ato abominável , inclusive afirmando não ser aceitável seqüestrar uma pessoa, nem que seja por uma hora. Foi além , disse que nem hoje, nem no passado .

 Provavelmente, não notou que atrás dele, estava Dilma Rousseff, que, juntamente com Carlos Minck, era militante de uma organização terrorista ( VAR-Palmares - Vanguarda Armada Revolucionária). Não lembrou também, que outro ministro, Franklin Martins, foi o mentor e participou ativamente do seqüestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil.

 Entende-se, portanto que, Lula,presidente do Foro de São Paulo, parceiro das Farcs, amigo de Hugo Chaves, e de Evo Moralles, tenha que falar sobre o assunto, “pisando em ovos”.

 Está cercado de pessoas que participaram de atos abomináveis.
Adicionar comentário