Uma Comissão de Anistia sem ideologias
Regra de reparações a anistiados era desrespeitada.
João Henrique Nascimento de Freitas
Presidente da Comissão de Anistia e assessor especial do vice - presidente da República
Assumi a presidência da Comissão de Anistia encarregado de proteger o erário e evitar sua dilapidação por meio de requerimentos que não contenham os requisitos exigidos para fundamentação, impessoalidade, moralidade e legalidade.

Observ do site www.averdadesufocada.com Deixe seu comentário eles já estão normalizados!

Denise Frossard elogia indicação de Moro e defende extradição de Cesare Battisti
José Carlos Werneck
A juíza aposentada Denise Frossard, que se notabilizou por sua coragem quando exerceu de forma inatacável suas funções de magistrada no Estado do Rio de Janeiro, publicou uma nota sobre a extradição do terrorista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália. Disse a magistrada:” Não posso deixar de aplaudir o embaixador da Itália no Brasil, Antônio Bernardini, que foi ao encontro do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para reiterar, em nome do governo Italiano, a necessidade de ser extraditado o criminoso italiano Cesare Battisti, homiziado no Brasil e que teve sua extradição negada pelo então presidente da República e hoje criminoso em cumprimento de pena”.

ASSASSINO E LADRÃO – “Como convém lembrar, Battisti é assassino e ladrão, assim reconhecido pela Justiça Italiana e queria impor, à bala, o regime comunista na Itália, quando o Partido Comunista, sob o comando de Berlinguer, tinha – e ainda tem – assento no Parlamento Italiano, pelo voto!” – disse a juíza aposentada, acrescentado:

Contestação à Anistia perde força após 40 anos
Cobranças por revisão da lei diminuem com decisão do Supremo e a gestão Bolsonaro
Marcelo Godoy - Portal Terra -28 AGO 2019 
Depois de 40 anos, a Lei da Anistia vive o momento de menor contestação. Além da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2010, que decidiu por sua constitucionalidade, a atual correlação das forças políticas no governo de Jair Bolsonaro (PSL) afasta a possibilidade de sua revisão.Militares e opositores da ditadura ainda consideram as feridas do período abertas - torturas, mortes e desaparecimentos -, mas não enxergam espaço, na Justiça ou no Parlamento, para qualquer mudança na legislação.

Denise Frossard elogia indicação de Moro e defende extradição de Cesare Battisti
José Carlos Werneck
A juíza aposentada Denise Frossard, que se notabilizou por sua coragem quando exerceu de forma inatacável suas funções de magistrada no Estado do Rio de Janeiro, publicou uma nota sobre a extradição do terrorista Cesare Battisti, condenado à prisão perpétua na Itália. Disse a magistrada:” Não posso deixar de aplaudir o embaixador da Itália no Brasil, Antônio Bernardini, que foi ao encontro do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para reiterar, em nome do governo Italiano, a necessidade de ser extraditado o criminoso italiano Cesare Battisti, homiziado no Brasil e que teve sua extradição negada pelo então presidente da República e hoje criminoso em cumprimento de pena”.

ASSASSINO E LADRÃO – “Como convém lembrar, Battisti é assassino e ladrão, assim reconhecido pela Justiça Italiana e queria impor, à bala, o regime comunista na Itália, quando o Partido Comunista, sob o comando de Berlinguer, tinha – e ainda tem – assento no Parlamento Italiano, pelo voto!” – disse a juíza aposentada, acrescentado: