Jornal da Cidade - 08/10/2019
O Sínodo da Amazônia, que começou no último dia 6 em Roma, está dando o que falar. Negativamente. Depois de o Papa Francisco sugerir indiretamente a internacionalização da Amazônia, e de várias manifestações em prol do PT e da campanha “Lula livre” dentro das igrejas, é possível perceber que a “Teologia da Libertação” vem ganhando espaço.
Em uma reunião paralela ao sínodo, realizada também no dia 6, em um Hotel em Roma, um senhor de aspecto sofrido, Jonas Marcolino, ou simplesmente Jonas Macuxi, um autêntico líder indígena, falou para uma plateia de mais de 100 pessoas, entre eles, o cardeal Americano Reymond Burke, um dos líderes da igreja americana, contrário às reformas feitas pelo Papa Francisco.

Tudo o que você sempre quis saber sobre o Foro de S. Paulo, mas nunca teve ninguém para explicar.
Faça uma busca no Google por Foro de São Paulo, a organização esquerdista que reúne desde o Partido dos Trabalhadores até o grupo terrorista Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Além da Wikipedia, que explica o que é o Foro, há poucos resultados vindos dos veículos de maior circulação no Brasil.O tema foi por muito tempo um tabu na imprensa brasileira, tratado como uma teoria da conspiração (a primeira reunião do Foro, realizada em 1990, em São Paulo, recebeu atenção zero da imprensa na época).

Jornal da Cidade - 11/09/2019
Não. Jean Wyllys não irá conhecer de perto os avanços cubanos, nem tampouco a ‘democracia’ venezuelana.
Através da Open Society Foundation, do bilionário George Soros, o ex-deputado que, ao que tudo indica, vendeu o seu mandato parlamentar para o marido do pseudojornalista Glenn Greenwald, vai estudar nos Estados Unidos.
Jean Wyllys fará uma residência na Universidade de Havard, onde pretende aprofundar uma pesquisa sobre “fake news e discursos de ódio contra minorias sexuais e étnicas”.

Jornal da Cidade - 06/10/2019

“Contribuir para a defesa da Democracia e da liberdade, traduzindo um País com projeção de poder e soberano, deve ser o nosso NORTE!
Gen Marco Antonio Felício da Silva
Paulatinamente, na medida em que o atual governo tenta reverter o caos que inunda todo o País, em todos os campos do Poder, com raras exceções, enfrenta tenaz resistência de quem contribuiu definitivamente para tal caos.
É de revoltar o comportamento sujo, imoral e criminoso do PT e de seus representantes no Congresso, bem como nos meios de comunicação e nas universidades. A quadrilha se apossou do governo, chefiada por Lula e cometendo toda sorte de crimes, incluso o desvio bilionário de recursos do Tesouro Nacional.
As políticas populistas e assistencialistas, colocadas em prática, criaram vasto curral eleitoral e uma massa carente fiel ao PT e a Lula.