Veja 19/05/2019 A matéria sobre as ameaças está na revista Veja -José Carlos Werneck 
A revista Veja publica matéria informando que a Polícia Federal, através de sua divisão antiterrorismo, está tentando descobrir quem são os integrantes de um grupo extremista que ameaça matar o presidente da República, Jair Bolsonaro e dois de seus ministros.

Dono da Rede TV volta a atacar e revela a real situação da Globo e a campanha arquitetada (Veja o Vídeo abaixo)
Jornal da Cidade - 02/05/2019 às 06:36 
O empresário Marcelo de Carvalho não tem nenhuma dúvida de que há uma ‘campanha gigantesca’ da Rede Globo contra o atual governo. No esquema arquitetado estariam envolvidos parceiros tradicionais da emissora, como o Instituto de Pesquisas Ibope.

Ministério Público e PM miraram lideranças da facção que atuavam nas ruas. Ao todo, são cumpridos mais de 80 mandados em 20 cidades do estado de SP.
Por G1 Sorocaba e Jundiaí -03/05/2019 
Quase R$ 900 mil foram apreendidos em operação do Gaeco na região de Sorocaba A  operação do Ministério Público (MP) e da Polícia Militar prendeu 15 pessoas e apreendeu quase R$ 900 mil nesta sexta-feira (3), na região de Sorocaba (SP). Os alvos são membros de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios.
Dos 15 mandados de prisão expedidos pela Justiça, 13 foram cumpridos. Outras duas pessoas foram presas em flagrante por estarem com 147 tabletes de maconha e cinco sacos de pasta base. A droga foi levada para o DP da Zona Norte, e os R$ 870 mil apreendidos foram levados ao Banco do Brasil.

Quando a maldade perde o constrangimento e censura “O Chapeuzinho Vermelho”
Percival Puggina 
A notícia me pareceu demasiado bisonha. Embora divulgada num site sério como a Gazeta do Povo, fui atrás da mesma em jornais espanhóis. Quem sabe o autor da matéria entendeu algo errado? Mas não, ele descrevera com a habitual precisão os acontecimentos que forneciam irrecusável testemunho do caráter doentiamente malévolo da ideologia de gênero.
Na edição em idioma catalão do dia 11 de abril, o jornal El Nacional noticiou que: “… Os membros do comitê de gênero da Escola Pública Tàber de Barcelona e os membros da Associação Espai i Lleure (Espaço e Lazer), decidiram dar uma olhada na biblioteca infantil da escola para analisar o grau de machismo das histórias que os mais jovens leem. Isso levou à retirada de 30% dos livros por promoverem valores sexistas e discriminatórios, num total de 200 títulos. De acordo com o The Confidential, eles não teriam concluído com a retirada, que chegaria a 60% dos livros, para não deixar as prateleiras vazias. Apenas 10% das histórias foram escritas desde uma perspectiva de gênero.”