50 ANOS DA CONTRARREVOLUÇÃO DE 31/03/1964
DOCUMENTÁRIO – ARTIGO I
É o mínimo que você precisa saber para não estar fazendo papel de idiota, sendo levado de roldão pela política desastrosa do atual Governo Federal.

Atenção! É muito grave o que disse o Presidente do STF, Ministro Joaquim Barbosa após o julgamento do crime  quadrilha por José Dirceu e outros e absolvição dos mesmos.
“ Temos uma maioria formada sob medida... Isso que acabamos de assistir... Inventou-se um recurso regimental à margem da lei... Sinto-me autorizado a alertar a Nação brasileira de que esse é apenas o primeiro passo. É uma maioria de circunstâncias que tem todo o tempo a seu favor para continuar sua sanha reformadora.”

Por Aluísio Madruga de Moura e Souza
A  insuspeita Revista Reader’s  Digest de novembro de 1964, em artigo especial
esclarece como “ um povo se rebelou e impediu que os comunistas tomassem conta de seu país. A rendição total parecia iminente ......e então o brasileiro disse: NÃO!”

Hoje, passados 50 anos do ocorrido poucos são os brasileiros verdadeiramente republicanos e democratas que vivenciaram em toda a sua plenitude aquele período  anterior a Contrarrevolução de 1964 e ainda são em  número menor os que tiveram participação efetiva naquele grande momento vivido pela Nação Brasileira. Dos êxitos obtidos pelo País após 1964 nada se fala.

Minha intenção é colaborar, em particular, com os mais jovens contando-lhes a verdade sobre os fatos ocorridos naquele período negro da vida política do Brasil.

Fruto de alguns brasileiros mal intencionados ( leia-se petistas, mensaleiros de todos os matizes e aqueles políticos  que conhecemos das folhas policiais nos jornais) , além de  outros menos avisados que são levados de roldão a Nação vive hoje momentos de porvir negro. Assim, cada vez mais é importante que, principalmente, os mais jovens conheçam a realidade dos fatos.

Dentro do propósito acima explicitado e em homenagem a contrarrevolução que salvou o Brasil  de se tornar comunista, durante todo o mês de março, dia a dia, escreveremos um artigo que pretendemos não seja muito longo para não cansar os leitores, mais que também não seja  muito curto que nos impossibilite de reunir em um todo a realidade dos fatos a época, permitindo ao final o leitor  entender o que vem ocorrendo hoje entre nós e possa concluir o que pretende o Partido dos Trabalhadores(PT) ao ser um dos fundadores do Fórum de São Paulo por intermédio do senhor Luiz Inácio Lula da Silva, as razões do mensalão, os motivos da criação dessa aberração que é a comissão nacional da verdade(escrita com letra minúscula propositalmente), deixando de apurar os sequestros de diplomatas, de aviões,  os atos de terrorismos como atentados com a consequente  morte de brasileiros e estrangeiros, roubos a bancos com fins políticos e outros praticados pela maioria dos que hoje estão no Poder. Ao fim, ou seja, em 31/03/2014 meus leitores  terão em mãos uma coletânea que lhes permitirá saber se compensa continuar votando ou não no PT.

Estamos no dia primeiro de março de 2014, portanto, como já foi dito, passados 50 anos  em relação ao 31 de março de 1964, quando a Contrarrevolução  não somente deteve, como venceu a revolução comunista que estava em marcha em busca do poder, tentando implantar a Ditadura do Proletariado em nosso País.

Também é nosso objetivo mostrar aos que desconhecem o período citado que a mídia de hoje totalmente infiltrada se contradiz em relação ao que afirmava em 1964 e tudo faz no sentido de que o povo, desconhecendo a verdade dos fatos não venha a reconhecer o quanto foi importante para a Nação, a vitória dos contrarrevolucionários. A mídia que falamos é aquela sensacionalista que busca alienar o cidadão de bem, principalmente os mais jovens que desconhecem a nossa história recente. O que estava ocorrendo politicamente no País antes de 1964? Como o Brasil evoluiu e cresceu após a intervenção militar, na realidade, desencadeada em apoio  ao  povo que exigia a queda do senhor João Goulart? É   importante saber para melhor avaliar  que a imprensa foi quem mais apoiou o desencadear da Contrarrevolução, como necessária,  passando posteriormente a denegri-la ao ver seus interesses contrariados.

Infelizmente, a cultura da grande maioria da nossa população no momento é aquela obtida na TV, no  rádio e nos jornais, fatos narrados segundo os interesses de cada órgão de comunicação que não querem perder o lucro com as propagandas pagas pelo governo.

Hoje ficamos por aqui pedindo desculpas por termos nos alongado,  lembrando que ao término da publicação dos 31 artigos teremos um documento único como fonte de consulta para aqueles que primam pela verdade. Por último desejo assim estar contribuindo, embora de maneira ínfima, para o restabelecimento de nossa história política recente. Amanhã dia 02/03/2014 espero continuar contando  com o  seu apoio.               

 

Comments powered by CComment