Rogério Pires foi preso hoje e dois irmãos dele, também envolvidos no crime, estão foragidos
Assalto estava sendo planejado há um mês
Policiais estão no sítio para nova diligência 
Chico Otávio   e Cássio Bruno – O Globo 
Publicado: 29/04/14 - 11h24 Atualizado: 29/04/14 - 16h49 
Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/caseiro-confessa-participacao-na-morte-de-malhaes-diz-policia-12330884#ixzz30JhwgL4E 

RIO - O delegado titular da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Pedro Medina, confirmou em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira a participação do caseiro Rogério Pires na morte do tenente-coronel reformado Paulo Malhães, de 77 anos. Segundo ele, Rogério, de 28 anos, confessou ter passado informações sobre a rotina do militar para facilitar a ação dos bandidos, dois deles irmãos do próprio caseiro, identificados como Rodrigo e Anderson Pires. Ambos estão foragidos.

 

O outro bandido, que no momento do assalto estava com o capuz, ainda não foi identificado. Um dos irmãos de Rogério tem passagem por estupro, mas a polícia não informou qual deles. O crime estava sendo planejado há um mês. 

O caseiro foi preso nesta terça-feira, após confessar em depoimento participação no crime. Os policiais cumpriram mandado de prisão temporária, expedido pelo plantão judiciário, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). 

Rogério estava no sítio no momento no momento em que o militar e a mulher dele, Cristina, foram rendidos por bandidos. Malhães foi encontrado morto na última sexta-feira, depois da ação dos bandidos no sítio onde ele morava, na zona rural de Nova Iguaçu. 

Medina disse que o objetivo do grupo era roubar joias, dinheiro e as armas de Malhães para vendê-las. Por conta disso, o delegado já pediu ao Exército que identifique todas as armas roubadas. Ele não soube informar quantas foram levadas e nem o valor delas. 

O delegado afirmou, no entanto, que a intenção não era matar o tenente-coronel. Por isso, Medina aguarda o laudo com a causa da morte, para saber se ela foi mesmo provocada por um infarto, por conta da ação dos bandidos, como sugere a Guia de Sepultamento, obtida com exclusividade pelo GLOBO no sábado.

 

 

Comments powered by CComment