1. Abaixo, o desabafo da Sra. Cibele Oliynik, após ser assaltada e, junto com os filhos, ameaçada de morte dentro de sua própria residência. Na sua justa indignação ela, revoltada, critica o nosso "adiantadíssimo" sistema judicial e, muito particularmente, esse tal de Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que garante ao "de menor", capaz de empunhar uma arma e tirar a vida das pessoas, ser tratado como alguém incapaz de discernir o certo do errado, o bem do mal. Tal hipocrisia, filha da mentalidade "politicamente correta" que vem sendo implantada pela esquerda mais nojenta, precisa ser urgentemente erradicada.

 Chega de "direito alternativo", chega de firulas jurídicas, chega de aceitarmos que somos "culpados" pela existência de bandidos, sejam eles de que idade e situação social forem. Hoje em dia, com a TV levando a todos cenas e programas que, no passado, seriam consideradas impróprias para menores, o que esperar? Não estou propugnando pela censura. Apenas creio que ganham manchetes e programas, os piores profissionais, os mais sem caráter, os medíocres. Solidarizo-me com a Sra. Cibele e peço a todos que difundam seu desabafo. OJBR

 
O desabafo de Cibele Oliynik  
Essa noite fomos assaltados a mão armada dentro de casa, foram interminaveis e pavorosos 30 minutos em que tive mais medo em toda minha vida. Primeiro lhe vem o pavor, o desespero de saber que ali naquele momento vc pode não sair vivo, uma sensaçao de completa impotência, algo que não depende mais de vc, mas da misericordia dos FDP que estão dentro da sua casa, acabando com a sua auto estima, te humilhando, fazendo vc pedir pela sua vida e a de seus filhos.

Ali nada se pode fazer,somente esperar que eles sejam * bonzinhos*....e vão embora levando tudo que eles puderem carregar, ali naquele momento vc quase implora para * ajuda-los a carregar suas proprias coisas e deixar a sua vida para que eles possam ir embora o mais rapido possivel.Sou imensamente grata por estar aqui hoje dando este depoimento depois do horror em que vivi junto com meus filhos.Mas tbm estou indignada, agora vem a fase da revolta, do ódio , da incredulidade em um sistema judicial que nao funciona,nao culpo os policiais, eles fizeram o seu trabalho,sou grata desde os policiais que prenderam a corja, ate a escrivâ e a delegada que atenderem meu BO, vcs fazem um excelente trabalho, mas o sistema não funciona, as leis deste país são de gargalhar de raiva, de desprezo.

O menor que estava junto e que apontava a arma pra nossas vidas, só nao saiu antes de nós porque a mãe dele se recusou a ir busca-lo. Que lei é esta meu Deus? Que justiça é essa a qual vivemos?

Hoje estou em todos os jornais policiais....enquanto a dignissima esta sentada na sua cadeira de rainha, esperando para ser eleita novamente...por favor..tudo isto me da nojo.

Aos meus amigos, desculpem o desabafo.
 
Este é o país que estamos deixando como herança aos nossos filhos e netos. Todos nos sofá assistindo a novela das 20 h na globo e votando no PT ou nos partidos esquerdistas !
Não se trata apenas de um pai indignado, mas de um pai que também foi vítima, há poucos anos, de uma situação semelhante dentro da própria casa.
 
Anatoli.

Comments powered by CComment