Por Ernesto Caruso

Mãe do coração aberto
do sorriso desperto,
na chegada do filho,
da lágrima sentida
no adeus da despedida.
 
Da lágrima contida
em qualquer saída
do filho a quem soprou a vida
e a quem dá a própria vida.
Aperto no peito, soluço cansado,
arfar pautado.
 
Mãe do coração aberto
do sorriso desperto
ao filho a quem deu afeto,
que lhe mostrou o sucesso
do primeiro passo em falso,
ao engatinhar e ao pulo destro.
 
Mãe do coração aberto
do sorriso desperto
do susto, do correr e
do saber salvar,
 do filho aprender o beabá,
até dez contar,
Hino Nacional cantar,
Ave-Maria e Pai-Nosso rezar.
 
Mãe do coração aberto
do sorriso desperto,
quando se cala,
com Deus fala
para os filhos proteger, amparar.
 

  Dica para as mães: algumas orquídeas se dão muito bem em árvores,
  principalmente palmeiras. Tenho mais de 100 presas em árvores. 
  O nosso abraço, a editora do site.

Mãe do coração aberto,
do sorriso desperto,
ao ver o filho caminhar,
vencer, se formar, trabalhar.
E no porvir, um neto lhe der,
no peito aninhar o pequeno ser,
lembrar do filho que sentiu nascer,
da filha que fez viver
e que Mãe vai ser,
e da Santidade que é procriar,
Gerar, conceber,
 
Só a mãe sabe saber.

 

 

Veja o vídeo no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=nmIn-RhJzdQ&feature=email

 

Comments powered by CComment