O senador Arthur Virgílio argumenta que o general Heleno não deve expor publicamente o seu pensamento sobre políticas do governo, embora seja favorável às críticas do general. Em pronunciamento no Senado na última sexta-feira, o tucano disse que "não é papel" do general falar politicamente sobre o governo.

  

Texto completo

O general Heleno está completamente coberto de razão, eu assinaria um artigo com as palavras dele. Mas não considero saudável para a democracia que um militar prestigioso e da ativa se manifeste sobre a questão política, porque isso não é a prática da democracia que nós cultivamos. Se está na reserva, tem toda liberdade de fazer isso; se está no serviço ativo, não", afirmou.

Apesar das críticas do tucano, líderes da oposição manifestaram apoio ao desabafo do general. Em nota oficial, o DEM disse que o general foi "ameaçado e intimidado" pelo governo porque solicitou mudanças na política indigenista do país." ( Transcrição)

As palavras do General Heleno foram adequadas e oportunas. Sim, oportunas haja visto que o problema em questão, que afeta a soberania nacional, vem se agravando há muito tempo e os órgãos encarregados de equacioná-lo vêm de maneira  muito pouca expressiva, discutindo os sexos dos anjos sem que qualquer providência efetiva e mensurával tenha sido tomada para enfrentar o problema de interesse nacional. Aliás, outros problemas que caracterizam desrespeito à Constituição Federal também são relegados a segundo plano e não são tratrados com a seriedade devida. Os problemas nacionais são de alta prioridade e merecem providências rápidas, sérias e oportunas, particularmente quando o seu conteúdo é crítico. Nessas condições comete crime  contra  a   Pátria  quem  prevarica no exercício das suas funções. O vazio  do poder, no caso, levou o General Heleno,em face da importância do conteúdo do problema, a alertar a nação de  maneira patriótica em defesa da nossa soberania ameaçada.

Aguardar outras autoridades,  também reponsáveis pela segurança nacional se pronunciarem sobre o  assunto,considerando a atual conjuntura nacional de toleráncia ilimitada,  seria  perder a oportunidade de prestar um elevado serviço à Nação Brasileira. A forma encontrada foi, também, a adequada neste  momento  histórico em que se encontra a sociedade brasileira,  anestesiada pelos desmandos que são constatados diariamente. As medidas para enfrentamento dos problemas que afetam a Segurança Nacional, previstos na Constituição Brasileira,têm precendência sobre qualquer omissão governamental.

A crise institucional abalou  a confiança nacional nas autoridades constituidas e um democrata de respeito teve que se expor para acordar o Brasil. A forma  encontrada foi a disponível e adequada no momento e pela repercussão foi a mais correta,  apesar dos pseudos democratas ainda permanecerem no revanchismo alimentando-se  das palavras de ordem usadas no passado,  na  falta de outros argumentos mais inteligentes e atuais. Os aplausos  recebidos por grande parte da população, até mesmo de congressistas, demonstram que muitos tinham  conhecimento dos  fatos denunciados mas que se omitiram, em particular, os contestadores de plantão.

Parabéns, General Heleno, o Exército se fez presente, mais uma vez, no momento oportuno , particularmente  quanto ao conteúdo e a forma, ditada pela conjuntura nacional.

MAYRSEU COPLE BAHIA

Ten Cel Ref do Exército Brasileiro
Adicionar comentário