Integrantes do Movimento Brasileiro dos Sem Teto invadiram nesta quarta-feira, a sede do Incra, em Brasília. Em uma das faixas o grupo diz: " A agricultura familiar pede socorro" Foto: Beto Nociti / Futura Press  
Cerca de 100 manifestantes do Movimento dos Brasileiros Sem-Teto (MBST) e da Frente Nacional de Luta, Campo e Cidade ocupam neste momento a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Brasília. O grupo chegou por volta das 6h e só deve deixar o prédio após ser recebido pelo presidente da entidade.

A pauta de reivindicações, de acordo com o coordenador do movimento, Manoel da Conceição, inclui a reestruturação dos assentamentos, a renegociação de dívidas, a liberação de crédito e a destinação de mais terras para a reforma agrária. Segundo ele, uma das dificuldades do Incra na compra de mais terras é o limite de R$ 140 mil por família – valor considerado defasado pelos manifestantes.

O representante da Associação Nacional dos Servidores do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Combate à Fome, Almir César, estima que 2 mil pessoas trabalhem no edifício. Elas estão impedidas de entrar. “Não é a primeira nem a última vez que o Incra é ocupado, não enquanto o problema da reforma agrária for resolvido.”

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar