Doutor  Rodrigo Janot
 
            Ao enviar esta missiva à Vossa Excelência o faço com o respeito que se deve ter ao cidadão e ao Procurador Geral da República. Dentro dela estão contidos os votos de uma saúde perfeita extensivos a toda família.
 
Veja em minhas palavras a angústia que vivo, e posso afirmar, até que, é como vive a sociedade brasileira. Os meus 90 anos são testemunha de que apenas sonho com o Brasil maravilhoso para meus netos e bisnetos, pois o meu tempo já passou e só desejo chegar ao outro lado para ficar a direita PAI, se for possível.
 
            Quem o escreve é apenas um simples cidadão brasileiro que sente que estão avançando no dinheiro público com muita sede e vontade.

            Quem o escreve é apenas um simples cidadão brasileiro que se sente roubado por corruptos e corruptores, que estão destruindo toda a sociedade brasileira.
 
            Quem o escreve é apenas um simples cidadão brasileiro preocupado com o futuro do Pais. E na sua convivência familiar e de amigos sente que há uma vontade de abandoná-lo por não se sentir no futuro uma luz para que  o cidadão de bem possa viver com dignidade.
 
            Quem o escreve é apenas um simples cidadão brasileiro que ouve e assiste programas de TV e Rádio com ataques à Santa Justiça. Este cidadão revolta-se quando se falta com respeito ao Presidente do STF e também, quando não se respeita nem uma senhora que por bem ou por mal é Presidente deste Infeliz País.
 
            Quem o escreve é apenas um simples cidadão brasileiro que vê bandidos de colarinho branco protegidos por recursos jurídicos infindáveis que não permitem que estejam presos. Será que apenas um só sofre do coração dentro da população carcerária e roubado muito ( o acusam de participar do dinheiro da cueca)? Será que Vossa Excelência mandou saber se há algum P da vida que tem coração ou não?
 
            Quem o escreve é um simples cidadão que tem vergonha de defender um bandido condenado por uma justiça de país amigo, contrariando o parecer do STF? Ficou por isso mesmo?
 
            Quem o escreve é um simples cidadão que ver a lei não ser cumprida. Todo cidadão ao entrar no nosso País precisa ter seus papeis legais. Quem tenta entrar de maneira ilegal é devolvido ao País de origem. Por que um condenado, por nossa justiça, não tem o mandato comprido pelo Ministro da Justiça?
 
            Quem o escreve é um cidadão brasileiro que aprendeu que todos são iguais perante a lei. Será que o Art. 5º da CF não mais é válido? É maravilhoso: “TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, sem distinção de qualquer natureza, GARANTINDO AOS BRASILEIROS e aos estrangeiros no país  ....,
 
            Quem o escreve é um cidadão brasileiro que nasceu no Brasil onde todos aqui nascidos eram e são brasileiros. Não havia diferença, todos brasileiros. Branco casado com preto ou preto casado com branco, fosse o filho branco ou preto, por questão de DNA, era BRASILEIRO. Parece que agora não é mais assim.
 
            Quem o escreve é um cidadão brasileiro que se julga sem nenhuma proteção. Tem vergonha da Justiça como V. Ex, também. Como pode demorar tanto a se colocar ladrão da coisa pública na cadeia? V. Ex. não se sente roubado com os processos da PETROBRÁS – MENSALÃO  LAVA JATO e outros e outros processos que dormem ou mudam de gaveta ao custo de nosso dinheiro? Qualquer cidadão brasileiro se sente roubado e não tem mais para quem apelar.
 
            Quem o escreve é um cidadão brasileiro que não compreende que pessoas criminosas (senadores – deputados e outros) estejam sentados nas cadeias que foram usadas por um MILTON CAMPOS – RUI BARBOSA – JOSÉ DO PATROCÍNIO – NABUCO) e outros nobres e ínclitos brasileiros? V. Ex. não fica constrangido se seus filhos forem conhecedores deste desastre? 
 
            Quem o escreve é um cidadão brasileiro que indica à PGR, aos Ministros do STF o livro O QUE O DINHEIRO NÃO COMPRA TUDO, DE Michael J. Sandel? Estou fazendo isso por ter a impressão de que V. Ex. e os senhores ministros vivem num mundo virtual.
 
Quem o escreve é um cidadão que ainda acredita um pouco no sistema Judiciário Brasileiro. Mesmo com a soltura do criminoso PAULO ROBERTO COSTA por um ministro do STF e dias depois preso por documentos enviados de um País amigo, provando que é fino ladrão.
 
            Quem o escreve é um cidadão que não mais tem esperança da prisão dos ladrões da coisa pública por decorrência de prazo (se não chegar ao próximo século) e todos mortos e o brasileiro pagando o dinheiro desviado.
 
            Sei, muito digno Procurador Geral da República, que V. Ex. deve fazer tudo que é possível para que a JUSTIÇA seja a coluna mestra de sustentáculo de nossa falsa democracia.
 
            Sei que V. Ex. deve sofrer por não poder fazer com que a nossa CF seja cumprida. Não seria bom retirar dela os artigos 5º, 37º, 220 &3 II, 221, pelo menos não se precisaria baixar a cabeça?
 
            Não queira ficar revoltado com este humilde cidadão.
 Como idoso e quem sabe, já marchando para o outro mundo, apenas solicita esperança. Não quero morrer tendo dúvida do destino do nosso País. Há netos meus querendo viver longe do Brasil. Falam numa AUSTRÁLIA. Meus Deus, vou ficar sem que alguém me visite no meu túmulo.
 
            Será que estamos assistindo o conselho de Vespasiano ao filho TITO: “termine o Coliseu”.
            Fizemos várias ARENAS. Mudaram de nome.  (ANTIGOS ESTÁDIOS).
 
            PÃO E CIRCO É O QUE VIVEMOS?
 
            Meus respeitos.
O Brasil é um País feliz. Não mais se mata e não mais se rouba. Joga-se futebol. 
           
GEN DE DIV REFORMADO
FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO
000.011.393 – 04
Fortaleza, 1 DE JULHO de 2014
 
Aprovado pelo GRUPO GUARARAPES
 

Comments powered by CComment