Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 1646

Preocupação de ativista está citada em relatório final do inquérito
por Sérgio Ramalho
O GLOBO - 21/07/2014
A ativista Elisa Quadros Pinto Sanzi, a Sininho - Gabriel de Paiva / Agência O Globo
RIO - Apontada como a principal articuladora do grupo de ativistas que comandava protestos violentos no Rio de Janeiro, Elisa De Quadros Pinto Sanzi, a Sininho, também é suspeita de organizar protestos em Minas Gerais. De acordo com o relatório final do inquérito da Polícia Civil, em fevereiro deste ano ela chegou a se refugiar em São Paulo, com medo das investigações que estavam em curso. Numa conversa por telefone, segundo o documento ao qual O GLOBO teve acesso, Sininho diz não estar preocupada com a investigação da Polícia Civil do Rio: "Estou mais preocupada com a de Minas. Lá, eles já têm provas para me indiciar por formação de quadrilha", disse.