André Naddeo

Direto do Rio de Janeiro - Direto do Rio de Janeiro - 23 de julho de 2014 • 18h49 • atualizado às 19h36 

O desembargador Siro Darlan concedeu habeas corpus aos 23 ativistas presos no Rio de Janeiro. Os ativistas eram acusados de participarem de atos violentos e indiciados pela Polícia Civil por associação criminosa. Dezoito deles estavam foragidos e cinco, presos. 

Na íntegra da decisão, publicada em seu blog, o desembargador diz que a soltura "não causa qualquer risco ou perigo à sociedade, afirmando também que não há qualquer individualização das condutas dos réus na peça acusatória, impossibilitando a defesa de exercitar o contraditório e a ampla defesa". 

Ele também apontou que a decisão que decretou a prisão preventiva deixou de contextualizar, em dados concretos, individuais e identificáveis nos autos, a necessidade de separação dos acusados. Mesmo soltos, eles deverão se apresentar mensalmente ao Judiciário, não poderão se ausentar do País sem prévia autorização judicial e deverão entregar os passaportes no prazo de 24 horas. 

Na sexta-feira, o juiz Flavio Itabaiana de Oliveira Nicolau decretou a prisão preventiva de 23 pessoas que estão sendo investigadas pela Delegacia de Repressão a Crimes de Informática que ligam as pessoas a atos violentos praticados durante das manifestações que acontecem desde o ano passado na cidade. 

Fábio Raposo e Caio Silva e Souza permanecerão presos porque respondem pela morte do cinegrafista Santiago Andrade.

 

Comentários  
#8 Cap refo MILTON 26-07-2014 23:23
Infelizmente, a falta de sinceridade que predomina no Brasil, está levando a injustiças irreparáveis. Deus nos guie e nos salve! Total inversão de valores!
#7 Lauro 25-07-2014 12:09
O domínio esquerdista na "Justiça" é fato comprovado. Esse juiz Darlan tem longo histórico (na verdade, prontuário) de decisões e atitudes estapafúrdias que se explicam por sua adesão ao esquerdismo. Depois, quando são aposentados na marra, reclamam...
#6 cap refo MILTON 24-07-2014 22:05
Enquanto isso, vários militares das FFAA respondem à CNV, dizem, sem esses direitos - todavia, existe o HC PREVENTIVO. ADEMAIS PORQUE A ANISTIA, ESTÁ EM VIGOR. Não pode ser só para um lado.
#5 Vaulber B. Pellegrin 24-07-2014 18:18
O desembargador Siro Darlan concedeu habeas corpus aos 23 ativistas presos no Rio de Janeiro.
Deve ter custado muito caro para os patrocinadores desses pseudo-terroris tas!!
#4 Gaudêncio Sette Luas 24-07-2014 11:01
O Desembargador Siro Darlan é aquele juiz patriota que deixou-se fotografar em seu gabinete.
Para dar força (?) à sua imagem, afixou na parede atrás da sua poltrona uma fotografia (aquela tradicional) do "mimoso" porco fedorento Che Guevara.
É um juiz comunista juramentado.
É por aí que irão levar o Brasil, a caminho do paredão.
A convicção dos petralhas é tão grande que já não se preocupam com decisões criminosas, como essa do desembargador cabeça-oca. As urnas viciadas garantirão a continuidade da estrela vermelha no poder.
#3 Carlos de Carvalho 24-07-2014 00:40
... e alguém tinha dúvidas ? Tá tudo dominado...
#2 cidadão d olho 23-07-2014 23:27
Criminoso agora recebe o nome de ativista...
#1 carlos I.S. Azambuja 23-07-2014 21:42
Kamaradas: Cliquem no link abaixo

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/ruycastro/2014/07/1489814-nota-fora-de-hora.shtml
Adicionar comentário