Extrato da carta do Cel José Gobbo Ferreira
16/09/2014
Caríssimos Companheiros de lutas patrióticas:

(...)

            O PT mergulhou nosso País em um período de trevas que já dura 13 anos. Não há aspecto da vida de uma nação que ele não tenha corrompido, dilapidado, desmoralizado e levado ao mais baixo nível de toda a história republicana. A corrupção, a incompetência, o patrimonialismo chegaram a níveis tais que bem se pode dizer que o PT é o crime organizado no poder. Agora, com a benção do Sr. Lula, o Sr. Stédile, líder do braço armado do partido, o MST,  declara que desestabilizará o país, se Marina Silva for eleita, como já o dissera antes sobre Aécio Campos. Essa é a democracia que eles praticam. Não podemos tolerar isso! Isso é a ditadura do terror!

Nas eleições que se aproximam só temos duas alternativas para derrotar esses marginais e destruir o Reich petista: Aécio Neves e Marina Silva.

Aécio fez um ótimo governo em Minas Gerais e foi reeleito no primeiro turno. Nada há que o desabone em sua vida política. Tem grande e exitosa experiência administrativa e dispõe de uma equipe competente. Restabeleceria as políticas econômicas do Plano Real, as únicas capazes de retirar o país da recessão em que a “nova matriz econômica” do PT o lançou. Tem condições de amealhar o apoio parlamentar que lhe permita governar. Se propõe a fazer uma política externa isenta de ideologia e voltada para os reais interesses do País. Satisfaz  todos os dez itens de nossa lista de condições para apoio à sua candidatura [copiada no final do texto], conforme assegurado por pessoa de sua confiança.

É a opção lógica e ideal, nossa e de todos os brasileiros que querem exorcizar o PT de uma vez por todas. Infelizmente, não fez de sua passagem pelo senado um trampolim para a candidatura à presidência e hoje é muito menos conhecido na maior parte do País do que suas adversárias. Isso o vem colocando em situação desfavorável nas pesquisas de intenções de votos.

Quanto a Marina Silva, suas origens, o PT e, antes, o Partido Comunista Revolucionário não são um bom cartão de visitas. Mas nos parece possível que o fato de tê-los abandonado possa ser considerado uma inflexão em suas posições políticas, que seja possível esperar que a Marina de hoje não seja a mesma de anos atrás e que as responsabilidades do cargo a façam reavaliar certas posições.

Pesam bastante contra ela suas posições consideradas ambientalistas radicais, inclusive seus movimentos em favor de demarcações de terras indígenas, já com absurdo número de indivíduos em relação à área reservada para eles. Será que sabe o que os índios contemplados com a Raposa Serra do Sol fizeram com os arrozais, por anos e anos cultivados com o suor de brasileiros honestos e trabalhadores?

O ambientalismo (aí incluída a questão das usinas hidrelétricas) e as políticas indigenistas são pontas de lança de movimentos estrangeiros que visam inviabilizar um progresso acelerado de países como o nosso e reservar recursos naturais para seu desfrute no futuro, em um ambiente de governança global. Marina é acusada de, conscientemente ou não, ser instrumento desses grupos.

(...)

Demonstra aversão ao agronegócio. Mas como lidará com o fato que é ele que vem sustentando o País? Fala em tornar mais rígidos os chamados índices de produtividade, para subtrair mais terra dos “latifúndios” e dedicá-las à reforma agrária. Será que ela sabe o que aconteceu à Fazenda Itamaraty do Sr. Olacyr de Morais, o mais exitoso empreendimento agrícola do país, por anos o maior produtor de soja do mundo, e hoje transformada em terra arrasada pela reforma agrária do MST?

ENTRETANTO:

O programa de governo de Marina (http://marinasilva.org.br/programa/), lido com atenção, ainda que vago em alguns pontos, é decididamente democrático e desmonta muitas das imagens estereotipadas que seus oponentes lançam sobre ela. Sete dos dez itens (1, 3, 4, 5, 7, 8 e 9) de nossa lista de princípios a serem respeitados pelos candidatos estão plenamente contemplados pelo programa, muito particularmente no que tange à política externa livre de ideologias e à volta da economia aos três pilares que consagraram o Plano Real. O programa é contra o decreto 8.243. Em suma: A Marina, tal como descrita em seu Programa de Governo, não é bolivariana nem socialista revolucionária.

Os principais argumentos de seus adversários contra ela não se sustentam. No caso do pré-sal, ela nunca disse que não o exploraria, mas manifestou uma preocupação, que aliás é minha também, com a duração do projeto, seus riscos e seus custos para a Petrobras, exaurida pelo PT e hoje a empresa mais endividada do mundo.

A posição do Banco Central na organização do Estado é uma decisão de governo e, pelo mundo afora, existem países com banco central independente, dependente e até mesmo inexistente. O Banco Central no período Lula era completamente independente do governo e presidido por um banqueiro internacional: Henrique Meirelles.

Contrariamente ao que tenta nos fazer crer o PT, por meio de seus arautos da imprensa, a eleição de Marina desmonta, sim, a máquina petista. Serão quatro ou cinco anos fora do poder e longe do cofre. Isso será fatal para um partido que só sabe viver pela mentira, pela corrupção e pelo saque desavergonhado dos recursos da Nação. A ameaça que lhe fez o MST não só mostra que não existe a propalada ligação entre ela e aquele movimento terrorista como demonstra o desespero que já grassa nas hostes petistas com a simples perspectiva de perda das eleições.

Nas pesquisas de intenções de votos, Marina está à frente do Aécio. Mudar isso está fora de nosso alcance.

O princípio pétreo de nosso Movimento é expulsar o PT do governo, e usar o tempo de um mandato a fim de criar condições para que ele não volte nunca mais. A dinâmica das campanhas impossibilitou um contato pessoal com Aécio ou com Marina, mas a análise acima permite supor que ambos respeitarão os princípios que consideramos fundamentais para a democracia e para o progresso de nossa Pátria.

CONCLUSÃO:

A metodologia das pesquisas de intenção de votos faz com que elas não sejam 100% confiáveis (principalmente o IBOPE). Ainda que elas digam que Aécio tenha poucas chances de ir ao segundo turno, ele é nosso candidato absoluto no primeiro. Qualquer que seja o adversário de Dilma no segundo turno deverá ter nosso voto e nossa militância. Se for a Marina, embora não seja a escolha preferida, não é tão deletéria quanto querem fazer parecer seu passado e seus adversários.

Aproveitemos também para não votar e convencer o maior número de eleitores possível a não votarem em candidatos do PT, do PMDB, do PP e de outros partidos de esquerda, a fim de diminuir sua influência oportunista e mercenária no congresso.

(...)

Recebam meu abraço fraterno.

Cel José Gobbo Ferreira

Coordenador do Movimento Nacional de Ação Democrática

  *: As páginas do Movimento Nacional de Ação Democrática estão hospedadas no endereço http://www.monte-castelo.org 

Os princípios com os quais o Candidato que apoiaremos deverá se comprometer são: 

            1) Preservar os ideais democráticos de liberdade individual, social e econômica e combater toda e qualquer iniciativa que, velada ou ostensivamente, vise contribuir para a tomada do poder por grupos de orientação socialista revolucionária.

            2) Garantir que a vontade do povo, manifestada por ocasião do voto, seja rigorosamente obedecida, assegurando que os meios de votação estejam sempre acima de qualquer suspeita e que sua inviolabilidade seja certificada por meio de procedimentos cujos resultados sejam de domínio público.

            3) Aperfeiçoar o sistema de programas sociais, transformando-os em um vetor de alavancagem social e evitando que se tornem simples indutores de ociosidade remunerada e/ou artifício aliciador de votos.

            4) Restaurar o respeito aos princípios da ética, da moral e dos costumes sobre os quais foram fundados os valores, as tradições, a cultura e o senso comum de nosso povo.

            5) Priorizar investimentos estatais em educação, saúde e segurança pública.

            6) Dedicar-se à reforma do sistema prisional brasileiro voltada a dar aos detentos condições de contribuir para sua própria manutenção e recuperação social pelo trabalho e, nesse contexto, empenhar-se pela revisão do Estatuto da Criança e do Adolescente e do Código Penal Brasileiro, eliminando a impunibilidade absoluta dos menores de 18 (dezoito) anos.

            7) Erradicar a propaganda político-ideológica oficial em todos os níveis escolares.

            8) Respeitar e fazer respeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal; instituir a transparência como norma fundamental da economia, proibindo todo e qualquer artifício contábil na prestação das contas públicas.

            9) Rever a política de celebração de acordos comerciais externos, abandonando o viés ideológico e levando em conta exclusivamente o interesse nacional.

            10) Como Comandante Supremo da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, corrigir as aflitivas condições em que se encontra a Família Militar, em particular no que tange ao descompasso salarial, e combater as tentativas de desmoralizar as Forças Armadas, instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, destinadas à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem

Comentários  

0 #7 JAILTO 02-10-2014 10:29
PATÉTICO!!!!!!! !!!!!!!!!
0 #6 Cap Refo SIP 21-09-2014 06:34
PARABÉNS. ALERTA! ALERTA! SENTINELA ALTANEIRA DO BRASIL!
+1 #5 José Pereira 21-09-2014 00:10
As FFAA deveriam assumir o seu papel na Constituição, e banir o PT e o PSB do Brasil, assim como outros partidos que assinam, há 24 anos, as atas do Foro de São Paulo. O motivo é que este "Foro" é uma organização internacional, fundada em Cuba, e tem suas atas publicadas em espanhol. Ora, o STE é claro em sua "lei eleitoral": "nenhum partido brasileiro pode receber verbas ou se associar a entidades estrangeiras". Pronto, está claro que o PT e o PSB se associam ao Foro de São Paulo, que é uma entidade estrangeira, e portanto devem ser extintos, segundo a lei eleitoral.
+1 #4 José Francisco Costa 20-09-2014 15:30
Apoio integralmente. Nada há a acrescentar a esse manifesto. Estou divulgando-o por email aos meus muitos amigos e parentes e proponho que todos façamos o mesmo, para atingir rapidamente, como é necessário, o maior número possível de eleitores.
0 #3 Luiz Carlos 20-09-2014 09:58
Sou leitor assíduo do blog. Pedí uma informação ao Cel José Gobbo, sobre a participação da Marina no Foro de São Paulo e meu comentário não foi publicado, temalguma razão?
+1 #2 vania 19-09-2014 20:22
Obrigada pelo artigo escrito p/ Cel. Ja me sinto mais aliviada, pois acredito que os Senhores estao cuidando de nosso Pais e mais do que ninguem sabem de tudo o que esta acontecendo. Deus lhe pague. Nao queremos que o nosso pais vire uma Cuba, Venezuela e ate mesmo um Iran!! Deus te guarde e te abencoe Coronel!!
0 #1 Luiz Carlos 19-09-2014 19:11
Gostaria, se possível, que o Coronel José Gobbo Ferreira nos informasse aqui pelo blog sobre a participação de Marina Silva no Foro de São Paulo, onde Lula é chefão, acompanhado de todos aqueles tiranetes da América Latina.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar