Por  Edgar Granata

 O longo e lacrimejante artigo do governador discordando da condenação do magistrado espanhol Baltazar Garzón – quiçá, um tanto exagerada (“Garzón e a metáfora de Bergman” - Jornal do Comércio de 15-fev-2012) – denota um semblante comunista que só olha o seu lado, olvidando que na Guerra Civil Espanhola houve atrocidades em ambos os lados, mas felizmente o comunismo foi vencido.

Franco (que não foi nenhum santo) transformou a Espanha medieval em país de 1° mundo. Garzón prevaricou ao ignorar a Lei da Anistia de 1977 na Espanha. Ernest Hemingway, um intelectual, mas comunista, também chorou ao dobrar seus sinos. Não adianta ressuscitar Lênin, Stálin, ou afagar Fidel, nem escrever aos incautos com erudição, mormente usando o substantivo democracia.

Qualquer julgamento, além da aplicação das normas jurídicas, é sempre político num conceito democrático, e não no falacioso. Nas referências históricas aludidas pelo governador, ele esquece as vítimas do comunismo. Também olvida que o atual Rei da Espanha é cria de Franco, educado e preparado pelo Generalíssimo.

Fala nos crimes cometidos pelos vencedores da Guerra Civil Espanhola, mas esquece que em qualquer guerra a primeira vítima é sempre a verdade. Metáfora foi receber Cesare Battisti no Piratini e a serpente fazer ninho na sede do Governo Rio-Grandense. Metáfora foi mandar dois atletas cubanos aos cárceres de Fidel Castro que queriam a liberdade, a democracia.

Passou férias com sua família em Cuba para se especializar na “democracia cubana”. As próximas, talvez, serão na Coréia do Norte. Metáfora é falar em democracia mas aplicar o comunismo... Se o ovo da serpente está no ninho do Tribunal Supremo de Espanha, provavelmente ele rondou nosso STF, caso contrário, nosso Presidente do TJRS não percorreria desnecessariamente um calvário, e, o governador fez vistas grossas...
EDGAR GRANATA – Advogado – OAB/RS – 8.388
Av. Farrapos, 114 ap. 5
90.220-000 – Porto Alegre – RS
Tel. ... 32.21.32.23
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.         

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar