ARI CUNHA
 Correio Braziliense – 29/11/2014
             Por que será que quando o caldo entorna, figuras de proa do atual governo somem de cena?    Pouco antes do escândalo do Petrolão, Lula e companheirada , tudo junto e misturado, armaram palanque marqueteiro defronte da sede da Petrobrás no Rio. Sob forte calor, figurantes regiamente pagos e molhados de suor, encenaram um abraço simbólico em torno da empresa que um dia foi o orgulho nacional.

Na ocasião não faltaram ameaças de ocupação do prédio caso a oposição vencesse nas urnas. Da patriotada ficaram as fotos e as declarações para a posteridade. Estourada a fortalezado Petróleo,  onde se armavam tenebrosas e bilionárias transações, a corda de caranguejo se rompeu e em debandada cada um cuidou de buscar refúgio seguro, longe dos holofotes. Nem mesmo a ameaça falsa de privatização da estatal foi suficiente para atrair novas manifestações e abraços simbólicos. Petro o que? ninguém sabe , ninguém viu. Silêncio de mosteiro. Por que será? Anunciado o novo triunvirato da economia, Joaquim Levy à frente, o receituário prescrito para tirar o país da UTI em que se encontra, mais parece cópia do programa econômico defendido pela oposição. Esta tudo lá. Numa solenidade dessa importância e dado o instante vivido pelo país, caberia à presidente reeleita o papel de introduzir, publicamente, seus mais importantes colaboradores e quem sabe dar o tom do governo para os próximos quatro anos. Sintomaticamente, a chefe da equipe não mostrou a cara, numa atitude blasé ao estilo : não me comprometam. Por que será?  Medo do partido? Vontade de dizer a verdade?  Em 2003 o jeitinho capitalista de ser, salvou o governo Lula. A história se repete em 2014 como farsa e como certeza de que somente o capitalismo salva o PT da ruína. Por que será?Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar