Por J.Lezziero
Em seu pronunciamento ontem em Salvador, o ex-governador da Bahia, ex-sindicalista e ex-aluno do CMRJ, o carioca  Jacques Wagner, que ocupará o Ministério da Defesa no governo Dilma a partir de janeiro próximo, defendeu na solenidade de entrega do relatório final da CNV baiana, que a revisão histórica da ditadura militar no Brasil deve ser feita em "movimentos suaves". Utilizando de metáfora afirmou que "a água suja da ditadura pode ser transformada de duas maneiras: jogando a água fora ou ir colocando água limpa aos poucos até que a água suja vá clareando".

 É bom lembrar ao futuro ministro petista, que de acordo com pesquisa realizada pelo Datafolha e que foi encomendada pela OAB Ordem dos Advogados do Brasil, entre 6 e 10 de junho de 2014, as Forças Armadas Brasileiras foram apontadas como as instituições de maior credibilidade e prestígio junto a população:
 
1º. Forças Armadas
2º. Polícia Federal
3º. OAB
4º. Igreja Católica
9º. Empresas Estatais
10º. Presidência da República
12º. Congresso Nacional
13º. Partidos Políticos
 
Portanto, a "água suja" a que se refere Jacques Wagner, está escorrendo pelos gabinetes, corredores e rampas dos locais que ele bem conhece e onde os políticos corruptos estão chafurdando na lama fétida da corrupção, que se alastrou atingindo proporções alarmantes, inclusive na Petrobras onde sua excelência exerceu suas atribuições profissionais e onde foi líder sindical.
 
Todavia, nas instituições militares todos bebem da mesma água que beberam o patrono do Exército  Luiz Alves de Lima e Silva, o Almirante Tamandaré, o Marechal Osório, o Comandante Antonio Sampaio, o Marechal Rondon, o Marechal Mascarenhas de Morais, Castelo Branco, Teixeira Lott, Eduardo Gomes, Garrastazu Médici, Ernesto Geisel, é a mesma água límpida e cristalina da verdade, da honra, da dignidade e da defesa das instiuições e da soberania nacional.

Comentários  
#11 Edson Araújo 01-01-2015 14:56
Sai um pacóvio do MD e entra outro pacóvio e meio, o JW não tem capacidade pra gerir nem o boteco do seu Joaquim.
#10 Vaulber B. Pellegrin 31-12-2014 17:37
Me desculpe mas...3º. OAB...Alguma coisa esta errada.
Não é a OAB que gosta de defender terroristas, marginais, corruptos, etc???
#9 Ptolomeu Quinto Epif 30-12-2014 22:44
E de lá nunca mais sairão posto que são museus ambulantes sonhando com o canto do uirapuru.
#8 Paulo Ribeiro 30-12-2014 20:33
Dilma disse que escolheu JW para assumir o MD, porque ele tem uma visão estratégica da área por ter cursado por 7 anos o Colégio Militar do Rio de Janeiro. Trata-se de um gênio, pois enquanto um oficial de carreira é obrigado a se submeter as provas de seleção para ingresso nas Escolas Preparatórias, frequentar por 4 anos a Academia Militar, frequentar cursos complementares e de especialização, passar pela Escola de Aperfeiçoamento e Escola de Comando e Estado Maior além da participação em missões e cursos de especialização, para então poder exercer suas atividades como comandantes de unidades, grandes unidades, divisões e funções de Estado-maior e alto comando das FA. JW comandará o MD passando apenas pelo Colégio Militar RJ, é como se um sujeito se submetesse a uma cirurgia de alta complexidade com um médico que frequentou apenas o curso colegial.
#7 Paulo Ranzollin 30-12-2014 20:04
Nesta água(que, indiretamente, se refere este idiota e marginal que os fracos Generais permitirão ser desministro desmilitar), eu fiquei 30 anos. Desta água eu sai incorruptível, limpo de corpo e de alma! Da FAB, onde servi, jamais levei para casa uma arruela lisa de nossos aviões. Pelo contrário, muito do meu bolso tirei para melhorar meu ambiente de trabalho. Até ferro de solda comprei, aliás várias vezes, para consertar os nossos caças. Agora, vem um vagabundo deste dizendo-se meu chefe e querendo me lavar! Te juro, se eu estivesse na ativa e me deparasse com um lixo deste, quando em forma, e este merxa passasse a tropa em revista, eu cuspiria de tal forma que ele visse. Aliás eu gostaria que este, petralha maldito, e todos os desgenerais traidores e mancomunados com estes atuais marginais no poder, lessem estas minhas palavras. Eu os odeio! Odeio ladrão, traidor de nossos valores republicanos, covardes, comunistas, ante Cristo. Odeio estes petralhas! Deus como eu os odeio! Paulo
#6 Antônio Renato 30-12-2014 18:28
Pobre Brasil.
#5 carlos de Carvalho 30-12-2014 18:05
Quando estudante da PUC/RJ, não concluiu o curso por incompetência, fazia parte do diretório acadêmico, promovendo badernas e dizendo-se perseguido dos militares. Agora, os militares vão lhe prestar honras e serão MAIS HUMILHADOS. Um técnico de manutenção a Refinaria de Camaçari/BA pronto para, em nome do PT, continuar a VINGANÇA, REVANCHISMO e ÓDIO, num desafio aos GRANDES VULTOS DA HISTÓRIA DO BRASIL: BARROSO, TAMANDARÉ, CAXIAS e muito outros... Enquanto isso, em nome da disciplina, o COMUNISMO AVANÇA...
#4 Roendo as FFAA 30-12-2014 17:14
Assim,ficam claros seus planos.Promover ao generalato e distribuir comandos quanto mais banana for o militar.Os homens de valor são relegados ao ostracismo,tran sferidos para a reserva.
#3 Nelson Rubens 30-12-2014 15:09
Acorda Generais.A situação está cada vez mais vermelha e nós "Brasileiros" não estamos vendo reação alguma.A troca de agua que este comuna sujere, pode ser a entrada de esquerdistas em nossas academias militares.
#2 geraldo magela de al 30-12-2014 14:42
É lastimável a indicação desse senhor para o ministério da defesa.O que ele sabe sobre o assunto? Ele foi sindicalista. Será que quer transformar as forças armadas em mais um sindicato do PeTralhas?
Adicionar comentário