Doc. 6 – 2015
Por GRUPO GUARARAPES
9 DE JAN. 2014
        Oito anos se passaram. Quatro do governo Lula e quatro do governo Dilma. Os mesmos comandantes segurando cada o seu BASTÃO.\
        CRISE EM CIMA DE CRISE. Crises políticas com vários escândalos de desvio de dinheiro público, onde se ressaltam os ASSALTOS AOS COFRES PÚBLICOS do chamados roubos do MENSALÃO E LAVA JATO. Crise moral com o transporte de dinheiro (25 milhões de dólares) em avião Presidencial, envolvendo pessoa íntima do escalão mais elevado do governo, depositado em Banco Português, na cidade do PORTO,  conforme denúncia de Deputado Federal.\
        Crise econômica no mundo e com conseqüências no Brasil. Gastos acima do normal com o conseqüente aumento de nossa dívida interna e externa. A crise econômica é, também, conseqüência da luta eleitoral. O governo usou de todos os meios, confessáveis e inconfessáveis, para ganhar a eleição, gastando o possível e impossível para vencê-la.
        Assistiu-se a toda uma provocação da tal COMISSÃO DA VERDADE, tentando denegrir a imagem das Forças Armadas. Tudo foi feito para mostrar que a contra revolução de 1964 foi a implantação de uma ditadura e que eles queriam a volta da democracia.  Mentira e muita mentira.

        Assistiu-se o aumento do terrorismo no mundo. Viu-se a desgraça de grandes mortandades em CUBA, ARGENTINA, CHILE e algumas no Brasil, na tentativa de se implantar o sistema comunista de governo no período de 1960.

        Hoje, vimos em Paris o terrorismo matar jornalistas e em 1968 o terrorismo, quem não se lembra, também em Paris, com a criação do movimento É PROIBIDO PROIBIR, causando transtorno no mundo.

        Hoje, os que praticavam terrorismo no Brasil se solidarizaram com o governo Francês pela barbaridade que este  povo  sofreu. Esqueceram o que fizeram?

        O Brasil mudou? Não. O Brasil é o mesmo de 1964. A democracia encontra-se presente e sabem POR QUE? PORQUE nossas Forças Armadas continuam as mesmas.

        Durante oito anos os chefes das FFAA mantiveram a cadeia de comando intocável. Os subordinados acreditaram e acreditam nos seus chefes. O seu povo indica que Elas (FFAA) são a mais confiável das Instituições Brasileiras.

        Elas, (FFAA), dirigidas por grandes chefes, e aqui, ressaltamos a atitude serena do GEN DE EX ENZO, souberam continuar o papel da história das Forças Armadas. Elas nunca foram castas. Elas sempre representaram a vontade de seu povo e só participaram de processo político, quando chamadas por suas lideranças e pelo seu povo.

        Nosso comandante Enzo. Muito obrigado pelo seu exemplo de equilíbrio. V. Ex. manteve o silêncio como grande arma de seu comando. Para muitos a força da baioneta seria a solução e V. Ex. preferiu a arma do silêncio, que na palavra de Albert Einstein:   “Penso noventa e nove vezes e nada descubro; deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio - e eis que a verdade se me revela” ou “o silêncio é um amigo que nunca trai” de Confúcio. Obrigado.

        General de Exército Villas Bôas. Novo bastão de comando? Não. Quem o conhece sabe muito bem que  V. Ex é a continuação de nossa História. As nossas Forças Armas foram e serão sempre o guardião de nossas Instituições. Não servimos a pessoas. Servimos ao Estado. Estamos tranqüilos. Pois não houve mudança de BASTÃO. Ele é o mesmo.

        O BRASIL está tranqüilo. As crises morais, políticas e econômicas estão batendo à nossa porta e graças aos nossos ex-chefes ainda não nos atingiram. Por isso somos as Reservas morais da Nação Brasileira e quando o povo do nosso País chamar as Forças Armadas para alguma solução, estaremos pronto para ajudá-lo.

        GRAÇAS ao Bom Deus não vivemos na nossa história revoluções como as francesa, russa, alemã, mexicana, cubana ou guerras como as primeira e segunda guerras mundiais. Pequenos movimentos (22, 24, 26, 30, 32, 35, 38 , 64 e 68) com soluções rápidas e sem a desgraça das mortandades das primeiras acima. Não tivemos ditadores (só o doutor Getúlio). Não tivemos carnificinas graça ao equilíbrio de nossos chefes militares. 

OBRIGADO GENERAL ENZO. FELICIDADES GEN VILLAS BOAS.        

GRUPO GUARARAPES 

GEN TORRES DE MELO COORDENADOR                                                                

REPASSEM, POR FAVOR!

Comentários  
#12 Roberto Albernaz 11-01-2015 17:58
Não devemos jamais esquecer que muitos que deram a vida em prol da nação soberana e livre nos meados de 1966 a 1979 combatendo esses terroristas transvestidos de políticos que hoje deturpam a historia,nossos comandantes das FFAA ficarem em silencio sem nenhum pronunciamento de defesa.Sabemos de suas responsabilidad es institucionais, mas concentir mentiras contadas pelos mesmos que tentaram derrubar via luta armada o governo legitimo eh o mesmo que ignorar suas vidas derramadas em sangue pela nação.Lamentáve is tais posições.Umas vidas perdidas por silêncios em favor de cargos ou status.
#11 ANTONIO G ROXO 11-01-2015 13:16
Sou admirador do Grupo Guararapes. Entretanto, me estranha o elogio a um Cmt do Exército que não honrou o compromisso assumido em 1985 pelo então Min. Exercito Gen. Walter Pires de Albuquerque. Gen Enzo abandonou companheiros no campo de batalha. Atitude indefensável.
#10 Luiz Carlos Pontes 11-01-2015 09:19
O poder de sintese de alguns é muito pequeno, capaz de falar pouco e dizer tudo.

O Artigo que lemos é grande mas as nossas respostas são exiguas. Lamento.

Neste caso os direitos devem ser equitativos.
#9 Luiz Carlos Pontes 11-01-2015 09:16
Pois é, crise sobre crise, e graves. E as instituições mais confiaveis não souberam ou não colocaram um prego numa barra de sabão. As forças armadas são mariontes ou pior são arreativos aos desmandos deste Brasil.

Vejo e também muitos brasileiros, que o bastão passará e Villa,s Boas continuará com ele, enquanto os 12 anos do PT viver ordenar.

Mas o pior de tudo é que o Brasil está sucumbindo, caminha para a catastrofe e as forças armadas dormem.

Ë uma retorica afirmar-se que vivemos um Estado de direito democratico com todas as instituições funcionando, pseudamente.

A insegurança e a criminalidade, cito apenas dois males, morrem mais de 50000 mil sob forma violenta, por ano no Brasil

O direito de resposta deveria ser igual ao direito do artigo de ser publicado. lamentavelmente .
#8 JOSE CONEGUNDES 11-01-2015 08:45
SE OS COMANDANTES PÓS LULA, SÃO TÃO DIGNOS, DE QUEM É A COVARDIA DA NÃO CASSAÇÃO DAS MEDALHAS DOS PETRALHA CONDENADOS PELO STF ?
VAMOS AGUARDAR A RESPOSTAS SOBRE O CMT. QUE SAI E O QUE ENTRA.
#7 Augusto Cesar 11-01-2015 08:26
Atos terroristas é barbárie que deve ser eliminado assim como seus executores. Mas este jornaleco pasquim frances abusou do desrespeito e não acho isto liberdade de expressão. Sofria processo por racismo por retratar a ministra francesa da justiça como macaca. Fez charges com desrespeitosas com simbolos cristão. Sou contra o terrorismo, mas acho que este jornaleco passou dos limites.
#6 Celso Anaruma 11-01-2015 07:38
Bom dia a todos.
Desculpe se discordo do vosso artigo,onde depois de elencar sinteticamente alguns escândalos e crises que o pais passou, lembrando também que os militares brasileiros sofreram "toda uma provocação da tal COMISSÃO DA VERDADE, tentando denegrir a imagem das Forças Armadas" (palavras suas) o senhor faz a defesa do General Enzo que em suas palavras usou a arma do silêncio!
Francamente o General Enzo foi um covarde que nunca defendeu suas tropas que por todos esses anos foi maltratada, pisoteada, humilhada e obrigada a engolir todo tipo de desaforo de gente corruPTa, desonesta, mentirosa, revanchista e traidora para ficar no minimo. Não sentirei saudades do General Enzo, que ele se recolha a insignificância que plantou.
Ao novo comandante desejo que seja o portador de novas esperanças ao sofrido povo brasileiro, seja uma luz nas trevas que vivemos, mas principalmente seja um guerreiro que lute pela melhoria da situação do Brasil.
#5 paulo ricardo da roc 10-01-2015 23:24
Elas, (FFAA), dirigidas por grandes chefes, e aqui, ressaltamos a atitude serena do GEN DE EX ENZO, souberam continuar o papel da história das Forças Armadas. Elas nunca foram castas. Elas sempre representaram a vontade de seu povo e só participaram de processo político, quando chamadas por suas lideranças e pelo seu povo.

Nosso comandante Enzo. Muito obrigado pelo seu exemplo de equilíbrio. V. Ex. manteve o silêncio como grande arma de seu comando. Para muitos a força da baioneta seria a solução e V. Ex. preferiu a arma do silêncio, que na palavra de Albert Einstein: “Penso noventa e nove vezes e nada descubro; deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio - e eis que a verdade se me revela” ou “o silêncio é um amigo que nunca trai” de Confúcio. Obrigado.
ACHO QUE VOU ENLOUQUECER OU O GRUPO GUARARAPES PERDEU O RUMO!!!!!!!!!!!!!!!
PRRPAIVA, INF/AMAN/1969
#4 carlos de Carvalho 10-01-2015 22:28
Penso que, QUEM CALA, CONSENTE... e, enquanto isso, OS COMUNISTAS ESTÃO AVANÇANDO... AÇODADAMENTE... e MILHARES DE COMPANHEIROS, VIVOS e MORTOS, sendo ACUSANDO COVARDEMENTE pela OMISSÃO DA NACIONAL VERDADE ou COMISSÃO NACIONAL DA MENTIRA... GUERRILHEIRO SÓ CONHECE A LINGUAGEM DA FORÇA...
#3 cecilia grochowski 10-01-2015 22:10
Só umas pergunta.
Os generais se posicionar mais em defesa dos que estão sofrendo revanchismo?
E também defender mais a instituição quando invadido com simbos e estatuas comunistas?
Adicionar comentário