Doc. Nº86-2008
Na defesa da democracia e da justiça o GRUPO GUARARAPES vai lançar às 17:00 do próximo dia 8 de julho, (terça-feira), um livreto cujo título é: “ONTEM E HOJE”.
 No final do mesmo, apresentamos nossa solidariedade ao camarada Cel USTRA que tanto fez pela democracia brasileira. Eis, a seguir, O QUE PENSA O GRUPO GUARARAPES: CONCLUSÃO DO GRUPO GUARARAPES  A publicação deste livreto pela pessoa jurídica do Grupo Guararapes tem duas finalidades:

Texto completo

1 – Dizer, inicialmente, que o Cel. Carlos Alberto Brilhante Ustra estava a cumprir uma missão determinada pelos seus superiores hierárquicos. O seu trabalho de soldado era cumprir ordens dos chefes. Veja-se que em todas as democracias do mundo civilizado o soldado cumpridor dos seus deveres se porta como o cidadão armado. É oportuno relembrar, aos que detém o poder político, o seguinte: “quando a arma que mata defende a liberdade, os santos choram mas não acusam”. Porque, então, é a arma da morte aquela que assegurará a vida dos concidadãos e, nestes, plantará o amor e lhes garantirá a verdadeira liberdade. No Brasil o Exército é o povo armado e, graças a Deus, que assim continue, porquanto, o Exército Nacional reflete a Nação Brasileira. A atuação do Exército em conjunto com a Marinha e a Aeronáutica atende a um preceito constitucional das Forças Armadas que se traduz pela manutenção da Integridade Territorial, pela garantia da Soberania Nacional e pela defesa do regime democrático.

2 – Dizer que nossa segunda finalidade é propor um desafio aos generais de ontem e de hoje, afinal estamos a viver num regime democrático, qual seja: TER COMO DEVER A ATITUDE E A CORAGEM DE DEFENDER AQUELES QUE CUMPREM O SEU DEVER.  No caso, o dever do Cel. Ustra era cumprir a missão determinada pelo escalão superior de sua Força. Que todos os Oficiais Generais entendam esse dever e que, fazendo disso um compromisso, transforme-o numa vontade pessoal.   

                Registre-se aqui, a despeito do corrente e descarado revanchismo contra as FFAA e da atuação dos inimigos que assolam e roubam a Pátria, que até hoje nenhuma instituição no Brasil tomou o 1º. lugar das Forças Armadas no PÓDIO DE CREDIBILIDADE estabelecido pelo Povo Brasileiro, como sendo as mais acreditadas das instituições nacionais.

                Finalmente, o Grupo Guararapes ao lançar este livreto, o faz com dignidade porque não quer ser omisso e porque pratica o bom combate. Recordamos aos que, hoje, cumprem o DEVER que não sejam, amanhã, vítimas desse mesmo DEVER. Relembramos que ser “VÍTIMA DO DEVER”, em qualquer tempo, é ser injustiçado. E o pior é a existência daqueles que, agindo com temor em função dos seus interesses pessoais, não defendem os INJUSTIÇADOS, pois, recuam inexplicavelmente ante os “CREDORES DA DESORGANIZAÇÃO POLÍTICA”. Sim, devemos cumprir o nosso DEVER, aconteça o que  acontecer.

                A quem doer, que doa!  É como disse o Apóstolo PAULO: “Combati o bom combate, terminei minha carreira, guardei a fé”.  Assim pensa o ínclito Cel. Ustra e todos os integrantes do GRUPO GUARARAPES.

ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº 12 58 93, Cartório do 1º registro de títulos e documentos, em Fortaleza.  Somos 1.558 CIVIS – 48 da Marinha – 457 do Exército – 45 DA FAB total 2.108. In memoriam30 militares e 2 civis. Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.  www.fortalweb.com.br/grupoguararapes    7 de julho de 2008                                         

QUEM NÃO DESEJAR RECEBER NOSSOS DOCUMENTOS , FAVOR AVISAR   

TERRORISMO É CRIME HEDIONDO

Adicionar comentário