Rodrigo Botero Montoya
O Globo - 02/02/2015
Analistas preveem vários cenários como resultado do colapso econômicoda Venezuela. Em todos, projetam o fim do regime
O projeto de levar a Venezuela a navegar no mesmo mar de felicidade no qual navega Cuba está naufragando. Depois de cinco décadas, Fidel Castro reconheceu que o modelo econômico adotado não serve a Cuba. Na Venezuela, 15 anos foram suficientes para comprovar o fracasso do denominado Socialismo do Século XXI.

O regime venezuelano conduziu o país ao caos inflacionário e à beira da insolvência. Uma política governamental inepta destruiu a capacidade produtiva nacional e desorganizou os canais de comercialização. O nível de desabastecimento adquiriu características dramáticas. Os venezuelanos estão tendo que dedicar muitas horas à tarefa de buscar alimentos, medicamentos e produtos básicos para o lar.

A queda dos preços do petróleo contribuiu a agudizar a fragilidade de uma economia que já estava bastante deteriorada. O tratamento que as autoridades deram à crise traz à mente uma expressão austríaca: “A situação é desesperadora, mas não é séria.” Nicolás Maduro fez uma peregrinação de 13 dias pela Ásia, Europa e o Oriente Médio. O propósito era pedir à China um empréstimo de US$ 20 bilhões e propor aos países da Opep um corte da produção de petróleo.

Além de ter sido infrutífera, a viagem permitiu a Maduro exibir seu desconhecimento do que ocorreu no setor petrolífero mundial, do funcionamento dos mercados financeiros e da realidade de seu próprio país. Afirmou que a Venezuela estaria em condições de prover alimentos aos países árabes. Regressou a Caracas com as mãos abanando. Pronunciou um discurso na Assembleia Nacional e se dirigiu à Bolívia para cumprir uma função protocolar. Depois, viajou à Arábia Saudita para expressar condolências pelo falecimento do rei Abdullah.

As medidas econômicas anunciadas foram decepcionantes: o governo culpa os empresários pela escassez; o sistema de taxas múltiplas de câmbio será mantido; e, quanto à obtenção de novos recursos, “Deus proverá”.

As receitas esperadas por via de exportações de petróleo este ano são estimadas em US$ 28 bilhões. Para os juros da dívida externa são exigidos US$ 10 bilhões. A impossibilidade de recorrer aos mercados de capital internacionais significa que haverá uma drástica restrição de importações e da atividade econômica. O Fundo Monetário Internacional prevê uma queda de 7% do PIB da Venezuela em 2015.

Os analistas preveem distintas implicações do colapso econômico, que dão por descontado uma mudança do regime. O cenário preferido seria o da revogação do mandato de Maduro, após o triunfo da oposição nas eleições legislativas. Um segundo cenário seria o de um regime de transição à democracia integrado por civis e militares constitucionais. Um terceiro cenário seria o de uma desintegração violenta do regime com enfrentamentos armados entre facções distintas. Seja como for, o experimento político que agoniza na Venezuela sugere um final melancólico.

Rodrigo Botero Montoya é economista e foi ministro da Fazenda da Colômbia

 

Comentários  

0 #5 Valdeke Silva 28-02-2015 00:56
Este é o sonho dos comunistas latino-american os, incluindo aí o Lula , a Dilma e os terroristas pre-1964: transformar a américa latina em uma imensa latrina.
0 #4 jose carlos 03-02-2015 18:18
Peço a DEUS que a experiencia fracassada da VENEZUELA leve os brasileiros a refletirem que os males que nos cercam são os mesmos que cercaram àquele país, qual sejam (OS MALES DO COMUNISMO), BRASIL ACIMA DE TUDO!!!!!!!
0 #3 Roberto Albernaz 03-02-2015 05:45
Vocês acham que no Brasil os caminhos não serão os mesmos?Já estamos afundando,só que a sociedade que se diz "intelectual" ainda não percebeu isso.Os militares deram o caminho para o Progresso e o Desenvolvimento ,os espertos se infiltraram nos meios culturais,jorna lísticos e sociais e universitários, fizeram a cabeça dos menos desavizados,sol icitaram estrategicament e a volta dos exilados,hoje estão no poder tentando aprimorar suas tendências ideológicas por um sistema que não deu certo na matriz URSS,em Cuba e não está dando certo na Venezuela, e nós aqui estamos indo para o mesmo buraco.Eles se enriquecem (veja o caso do Mula da Silva e até mesmo Fidel Castro) e deixam o povo à sua serventia.É isso que querem para o Brasil juventude "esperta"? Acordaaaa Brasil!!
0 #2 Valdir 02-02-2015 21:44
"Deus proverá" não. "Dilma proverá"!!!
-1 #1 Dalton C. Rocha 02-02-2015 14:52
"Venezuela prende lojistas acusados de criar filas, diz Maduro

Policiais prenderam os proprietários de uma rede de lojas." > http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/02/venezuela-prende-lojistas-acusados-de-criar-filas-diz-maduro.html

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar



Anti-spam: complete the taskJoomla CAPTCHA
You didn't specify KeyCAPTCHA plugin settings in your Joomla backend.