Imprimir
Categoria: Forças Armadas
Acessos: 2499

O Comando Militar do Leste (CML) lamenta informar o falecimento do General de Exército Leônidas no dia de hoje, 4 de junho de 2015. O velório acontecerá dia 6 de junho, próximo sábado, no Palácio Duque de Caxias, das 8h30 às 11h30, e a cremação será a partir das 13h no Crematório São Francisco Xavier, no bairro do Caju, Rio de Janeiro/RJ.

Natural de Cruz Alta/RS, o General Leônidas Pires Gonçalves nasceu em 1921 e foi declarado aspirante-a-oficial de Artilharia em 1942, na Escola Militar do Realengo. Serviu no 6° GMAC, na cidade de Rio Grande/RS, onde integrou o contingente de cerca de 2 mil homens que fizeram a guarnição do litoral sul do Brasil durante a Segunda Guerra Mundial.

Foi o primeiro colocado de sua turma na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME) e, em função disso, recebeu a Medalha Marechal Hermes de prata dourada com uma coroa. Como Coronel, comandou o 2º Regimento de Obuses – Regimento Deodoro, em Itu/SP.

Como oficial general, foi chefe do Estado-Maior do I Exército no Rio de Janeiro (1974-1977) e também Comandante Militar da Amazônia. No período de 23 de dezembro de 1983 a 8 de março de 1985, foi Comandante do III Exército, em Porto Alegre/RS.

Tancredo Neves o designou para ser seu Ministro do Exército. Após o falecimento de Tancredo, permaneceu à frente do Ministério durante os cinco anos do governo de José Sarney (1985-1990). Desenvolveu projetos como a FT-90 (Força Terrestre 1990), que permitiram a modernização do Exército Brasileiro, que dentre outras coisas adquiriu a sua Aviação.

Ao longo de sua carreira exerceu inúmeras funções de destaque. O General Leônidas deixa esposa, 2 filhos, 4 netos e 7 bisnetos.

Respeitosamente,