V.Excia. não estaria, oportunamente, disposto a interessar-se mais em pronunciar-se de forma preventiva, para não ter o "retrabalho" de julgar depois? Não estaria V.Excia. inteirado de que o atual governo brasileiro , conforme público e notório pronunciamento do Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, acompanhado da pública e notória opinião do Ministro das Relações Exteriores Celso Amorim, de que "não interferimos em assuntos internos dos outros países?"!

Texto completo


É do conhecimento de V. Excia. de que, durante o impasse entre a Colômbia e o Equador, reiteradas vezes o governo brasileiro manifestou sua postura de exigir que não intermediariam e não opinariam, salvo pedido expresso e oficial dos governantes dos países conflitantes?


Existem, para V.Excia. e para as autoridades que o convidaram a visitar e "avaliar" o Brasil, regras para serem cumpridas em relação a adversários e regras para serem amenizadas em relação aos companheiros de ideologia?


Que justiça é essa que "justa" conforme a empatia com os envolvidos?


Porque o discurso de V.Excia. vem predestinado aos homens que governaram durante o Regime Militar - e não me venha falar em Ditadura, porque daí concluo que nada conhece a respeito da nossa história, e, assim sendo, desde já repudio qualquer manifestação de sua parte - e esse mesmo discurso não engloba os terroristas que hoje no Brasil são premiados com polpudas indenizações e homenagens que deveriam ser restritas a verdadeiros heróis, a despeito de serem todos assassinos, ladrões, assaltantes, seqüestradores e tantas outras ações criminosas que nenhuma ideologia justifica como meio para se chegar a qualquer fim?

Pois saiba V.Excia. que eu, não sendo nem torturadora nem torturada, mas cidadã brasileira que goza dos plenos direitos que minha Constituição me garante, cumpridora que sou de todos os meus deveres, não admito que autoridade nenhuma de qualquer parte do mundo se julgue no direito de atropelar a soberania do meu país! Seja a pretexto de punir torturadores, seja a pretexto de julgar traficantes!


Não preciso de seus "favores" internacionais!


Não subestime minha inteligência ao afirmar comparações entre vir julgar cidadãos brasileiros e cooperação internacional para prender traficantes já condenados, pela justiça de meu próprio país!

Há muito o que fazer em seu país de origem Excia. A começar pelo descumprimento dos Direitos Humanos de brasileiros que injustamente ficam trancafiados em aeroportos espanhóis, mesmo com documentos em ordem e tentando fazer turismo numa bela região que, me parece, não merece as autoridades que andam decidindo as coisas por lá!

Portanto Excia. antes de se imiscuir em problemas alheios, ganhe credibilidade cuidando de seu próprio quintal. E, ainda assim, peça licença ao povo brasileiro para tecer qualquer opinião a respeito de qualquer cidadão do meu país!

Recolha-se à insignificância de seu cargo, perante a Soberania da minha Nação!

E, por favor, aceite a sugestão que, oportunamente, eu lembro ter sido dada pelo seu Rei:

Porque não te calas?

Atenciosamente,

Lis

Cidadã Brasileira!

 

Assino junto: Ester Jaqueline Azoubel

 

Também cidadã brasileira
Adicionar comentário