Prezado Coronel Brilhante Ustra.
Recebido por e-mail em 17/08/15*Agora estou conhecendo a História que a esquerda não quer que o Brasil Conheça. Estou chegando ao fim de A Verdade Sufocada. Comecei "devorando" as páginas mas agora estou lendo lentamente para não acabar logo tão atraente leitura.
Desde que o PT surgiu como partido político, minha família e eu tornamo-nos admiradores e eleitores infalíveis dessa legenda. Á medida em que meus filhos iam nascendo (são quatro) aumentava o número de admiradores do referido partido. Era tanta admiração que chegamos a comemorar um dos aniversários de minha filha mais velha com um enorme bolo vermelho com uma estrela no centro. Essa desmedida admiração não era por outra razão senão pelo fato de que eram eles a personificação da moral, da ética, da honestidade, da decência; tudo o que nos encantava, porque consideramos tais valores inseparáveis aos seres humanos e indispensáveis a todos os homens públicos.

Votamos neles tão-somente até a primeira eleição de Lula Presidente, pois a partir daí começaram, como todos sabem, a ser desnudados, e admiração se transformou numa grande decepção, que agora é aversão, é nojo.

Assim, decepcionado, busquei conhecer um pouco mais sobre eles, desde o início. E como eles têm como motes preferidos o socialismo/comunismo, as "elites" e a "ditadura militar", escolhi este para início de conversa. Buscando fontes de informações encontrei este fascinante livro A Verdade Sufocada, e como uma coisa puxa outra achei os sites ternuma.org, midiasemmascara e outros repositórios de conhecimento histórico-político, como Década Perdida, Esquerda Caviar, O Verdadeiro Che Guevara, A Face Oculta de Fidel Castro, etc.

Mas, se por um lado hoje me sinta regozijado com a luz que A Verdade Sufocada me trouxe, por ter agora a clareza do que aconteceu antes, durante e depois do que o senhor chama de contrarrevolução e por entender o que queriam e quem são esses ditos esquerdistas, por outro me sinto irresignado com o tratamento absolutamente desigual e imoral que é dado pelo país às partes diretamente envolvidas naqueles acontecimentos políticos tão difíceis e importantes para o Brasil. Isso é expressado com muita angústia em várias páginas do livro, quando fala, por exemplo da execração a que são expostos os militares,enquanto que aos "heróis" são dados afagos, cargos de mando, cargos menores e a chave do cofre. Tudo isso com a conivência de parcelas de quase todos os setores da sociedade (Congresso , Judiciário, Imprensa, Igreja, órgãos de classe e grande parte da população - "cega", desinformada, desorganização e interesseira).

Dá dó ler nas páginas de A Verdade Sufocada tantas lamentações, como aquela, por exemplo, de que até o Exército lhe deu as costas quando o senhor foi intimado para depor em juízo, ou aquela em que até espaço físico para homenagear companheiros seus mortos em combate foi negado. Coisas que refogem à nossa compeensão.

Não me alongando mais, parabenizo o senhor por tudo o que fizeram pelo nosso Brasil, salvando-o naquele momento das garras desses famigerados que, infelizmente, agora estão no poder. Não esmoreça Coronel, pois um dia a História será contada à luz da verdade. Eu, por onde andar, vou contá-la assim.

Saúde, paz e forte abraço para o senhor e para a sua adorada Joseíta.

*A. L.

Comentários  

0 #8 Luis Augusto 22-08-2015 12:05
Assino em baixo.

Coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, verdadeiro patriota, herói.
Um forte abraço.
0 #7 José Mauricio Doming 18-08-2015 21:51
Meus amigos,sempre que leio sobre os anos do regime militar,que alguns chamam "A guerra suja"fico imaginando o que nossos militares e seus familiares passaram.O inimigo não usavam um uniforme para que fosse identificado como tal,e não falava outro idioma para que facilitasse sua identificação,o inimigo era bem pior,pois ele estava entre nós.E podia ser ate o seu vizinho.Imagine m o risco tanto para vc como para sua família.Hoje estão ai em postos chave deste desgoverno.Semp re digo que os militares tinham um sexto sentido para com essa corja de dissimulados.Ma s que infelizmente conseguiram escapar ao castigo.Bando de conspiradores e traidores,que estão ai para se vingar do povo que não os acompanhou na aventura comunista.
0 #6 José Mauricio Doming 18-08-2015 21:41
" A UM HERÓI VIVO,MAIS VALE O RECONHECIMENTO, DO QUE DEPOIS DE MORTO,UMA ESTÁTUA"
+3 #5 Fernando Fernandes 18-08-2015 10:48
Reconheço o coronel Brilhante Ustra como verdadeiro herói.
Fernando Fernandes
+2 #4 Daniel Albuquerque 18-08-2015 09:51
Por favor, cidadão A. L. permita-me assinar em baixo da sua declaração de brasileiro legítimo que reconhece seus enganos (quem não os tem?) e enaltece a verdade. Porque o autor de A Verdade Sufocada, o Brilhante Coronel Carlos Alberto Ustra, lançou a lume esta obra, esplendendo os rútilos e tristes clarões do desenrolar da luta armada no Brasil, expondo em seus inúmeros capítulos o outro lado da história, freneticamente contada aos brasileiros por vencidos e seus admiradores que, para isto, valem-se dos direitos que quiseram, pelas armas, destruir. Esta obra supera o critério extrínseco da verdade, pois demonstra com dados e fatos comprovados, outra visão, de muito bom juízo, dos acontecimentos emanados do Movimento Militar de 31 de março de 1964.
0 #3 Paulo Lisiero 18-08-2015 09:21
A mensagem acima nos faz lembrar do Apóstolo Paulo, que perseguia cristãos e era chamado Saulo e ao se converter ao cristianismo depois de uma visão que o fez enxergar a verdade passou a chamar-se Paulo. "Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará."
+6 #2 Paulo Ranzollin 17-08-2015 22:51
Caro Coronel, boa noite. Sei que somente minha contribuição, ao longe ainda, e por palavras, ou estas poucas, não fazem, ou não farão diferença, às injustiças ao Senhor praticadas, principalmente oriundas das Forças Armadas. Mas, quero que o Senhor saiba, e lhe juro pelos meus filhos, que, se eu estivesse na Ativa, quando o Senhor foi chamado pela justiça, em todas as vezes, eu teria lhe feito companhia e comprado briga e exposto minha vida pelo Senhor. Sei que é difícil acreditar, e sei que não fará a mínima diferença, mas, lhe juro, pela minha família que eu assim agiria. Se eu, no Exército estivesse, este não teria lhe virado as costas. Podes ter certeza disto. Ainda, saiba que compartilho com Vossa Senhoria, sua dor. Desejo, do fundo de minha alma, que estes nossos colegas omissos junto ao Senhor paguem, algum dia, de alguma forma. Que Deus esteja com o Senhor e com sua família. Um grande abraço, de coração. Paulo
+4 #1 carlos Azambuja 17-08-2015 21:34
ASSINO EM BAIXO !!!

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar