Governo retifica decreto e devolve atribuições a comandantes militares
TÂNIA MONTEIRO E SANDRA MANFRINI - O ESTADO DE S. PAULO -  10/]09/15
Com a correção, competência para atos relativos a pessoal fica delegada ao ministro da Defesa, mas está permitida a 'subdelegação aos comandantes das Forças Armadas'
Brasília - O governo publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 10, uma retificação do Decreto 8.515, publicado na sexta-feira, 4, da semana passada. O decreto tirou poder dos comandantes das Forças Armadas de editar atos relativos a pessoal militar, como transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediários e subalternos, reforma de oficiais da ativa e transferências para o exterior. Com a correção de hoje, a competência para esses atos fica delegada ao ministro da Defesa, mas está permitida a "subdelegação aos comandantes das Forças Armadas", o que na prática devolve aos titulares do Exército, Marinha e da Aeronáutica o poder de editar esses atos, conforme o Estado antecipou ontem.

 

Comentários  
#4 Aparecido 14-09-2015 21:28
EM TEMPO: Esse "descuido", é perfeitamente alinhavado pelo FORO DE SP, visa enfraquecer as forças armadas nacionais e um dia formar um único exército da "Pátria Grande".
Tudo isso ditado pelos irmãos CASTRO.
Se houver necessidade posso desenhar.
#3 Aparecido 14-09-2015 21:23
Não basta uma retificação, isso é cortina de fumaça. O verdadeiro objetivo do decreto é acesso e a manipulação do RISG, é ainda uma porta para interferir nas escolas de formação militares.
NECESSÁRIO é REVOGAR essa estrovenga.
#2 geraldo albuquerque 14-09-2015 20:46
Balela, portaria revoga-se a qualquer momento.
#1 Homero Scheidt 14-09-2015 18:57
Então esses comandantes ganham uma delegação de delegação, que pode ser tirada a qualquer hora, e ficam quietinhos e devendo favor ao pt?
- Não achei que iria viver para ver uma vergonha dessas.
Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar