É muito importante que os militares manifestem-se para a Nação
Caros amigos
Gen Bda Paulo Chagas
Os militares têm o direito e o dever de ter e de expressar suas opiniões. Prática necessária ao momento e que causa espanto a alguns brasileiros cujas consciências os fazem temer a “voz das legiões”.
Os militares são cidadãos com direito a votar e a participar da vida pública. Nunca foram alijados do processo político nacional ou estranhos no espectro social brasileiro, merecem o respeito e a admiração de seus patrícios e, jamais, a condenação ao silêncio eterno.

A democracia, salva por eles das garras dos que queriam o Brasil transformado em uma enorme Cuba, atrasada e reprimida, garante a todos o direito de pensar, querer, falar e defender suas ideias e anseios. Os que temem a opinião dos militares são os mesmos que têm enganado o povo com mentiras e meias verdades. São, de fato, os inimigos da democracia e da liberdade, valores pelos quais os soldados juram sacrificar até a vida, se preciso.

Os pressupostos constitucionais, os poderes constituídos, as instituições, a soberania e a própria sociedade são o alvo da dedicação exclusiva daqueles a quem esta mesma sociedade confia o poder de suas armas. Os brasileiros sabem que as suas Forças Armadas são democráticas por formação e confiam nelas apesar do empenho de seus inimigos para desmoralizá-las e demonizá-las.

Para os que ainda não enxergaram isto, ouvir a opinião dos militares, mesmo que no ambiente reservado de uma solenidade ou de um quartel, é interpretado como constrangimento, desobediência e indisciplina, quando, na verdade, é, apenas, a prática da cidadania e do dever de acompanhar a conjuntura e de estar atento às ameaças que se avizinham ou pairam sobre a Nação. Alertá-la para o perigo é uma decorrência dessa prática e desse dever.

A confiança e o prestígio que a sociedade dedica aos militares lhes dão um honesto e significativo poder de convencimento que põe em pânico os que por desprezível atavismo eternamente conspiram contra a liberdade.

Os princípios e os valores cultivados na caserna e ensinado nas escolas militares os tornam imunes às ambições que levaram o Brasil ao desastre econômico e político e os fazem confiáveis para a missão de manter os imorais e a sua imoralidade ao alcance das suas vistas.

Eles estão e estarão sempre atentos à vida nacional e aos rumos que a ela são dados pela conjuntura interna e externa e os brasileiros de bem sabem que podem confiar em suas atitudes e em seus princípios, pois são estas atitudes e princípios que asseguram o seu caráter democrático e o seu apego à liberdade.

A Nação sabe que para os militares o Brasil está, e sempre esteve, acima de tudo!

Gen Bda Paulo Chagas

= Nenhuma ditadura serve para o Brasil =

 

 

Comentários  
#6 of sip bons 01-11-2015 21:07
Citando of sip bons:
GENERAL, PEDIMOS ESCUSAS PELO LAPSO: trata-se da L.C. 8.515.
Curiosidade: nesse mesmo site em 15/09/15, o jurista NELSON JOBIM PUBLICA TEXTO, SOB O TÍTULO: "DECRETO SOBRE MILITARES" - retificado para L.C. 97, de 1999, que, já consta da CF/88 atual: "in verbi" - art. 142, § 1º - Lei complementar estabelecerá as normas gerais a serem adotadas na organização, no preparo e no emprego das Forças Armadas ...
Assim, General será que estamos já diante de arbitrariedades do MD pertencente ao P C do B??? Ou, a mídia mentiu ao dizer que "ELE" exonerou o Exmo.Sr.Gen. MOURÃO (ou, determinou contrariando a CF/88???)- ou ainda, estamos diante de fato ilegal e inconstitucional?????

Decreto 8.515 - onde digo, digo, não digo digo, digo diogo - a pressa é inimiga da perfeição - desculpem!
#5 of sip bons 31-10-2015 17:12
GENERAL, PEDIMOS ESCUSAS PELO LAPSO: trata-se da L.C. 8.515.
Curiosidade: nesse mesmo site em 15/09/15, o jurista NELSON JOBIM PUBLICA TEXTO, SOB O TÍTULO: "DECRETO SOBRE MILITARES" - retificado para L.C. 97, de 1999, que, já consta da CF/88 atual: "in verbi" - art. 142, § 1º - Lei complementar estabelecerá as normas gerais a serem adotadas na organização, no preparo e no emprego das Forças Armadas ...
Assim, General será que estamos já diante de arbitrariedades do MD pertencente ao P C do B??? Ou, a mídia mentiu ao dizer que "ELE" exonerou o Exmo.Sr.Gen. MOURÃO (ou, determinou contrariando a CF/88???)- ou ainda, estamos diante de fato ilegal e inconstituciona l?????
#4 of sip bons 31-10-2015 14:32
Caro Exmo. sr. general: excelente texto. Lembremos neste momento tb. do conteúdo do Decreto 8.815, da PR... Ora, será que não queria dar amparo ilegal para que MD do PC do B, interferisse nas FFAA??? Vossa Excelência, é dos poucos que poderiam continuar falando, pois, esse governo já silenciou as FFAA a muito tempo ...
E, mais, exitem "outros" querendo nos calar...
Não adianta "taparmos o sol com a peneira"
O TERNUMA, está muito bem representado, como sempre esteve: Agradecido!
O Brasil está e estará sempre : ACIMA DE TUDO!
Outrossim, no dia 16/10/15 "CABU O NOSSO HERÓI" - escrevemos três "comentários" e, ainda não foram publicados(sem sabermos da "exoneração") - queremos crer que a família está enlutada e na dor - nossos pêsames novamente! Obrigado General!
#3 Aragão 30-10-2015 15:55
Realmente, a democracia, naquele tempo, naquele 1964, faz tempo... foi salva pelos valorosos militares, nossos heróis. Parabéns! E hoje? Eu quero saber de hoje. Estamos atolados até o pescoço com vagabundos comunistas de toda espécie cuspindo na nossa cara, chutando, pisando e queimando nossa Bandeira Nacional. Eles estão destruindo nosso país. Temos um governo ladrão que não governa, mas saqueia, rouba e assalta os cofres da União sistematicament e. Temos um Legislativo quase todo prostituído, vendido e canalha... O que estão fazendo hoje com nosso país está dez vezes pior do que fizeram antes de 1964. Aquilo foi fichinha para o que estão fazendo hoje com o nosso Brasil. Estão saqueando o Brasil na cara de pau e ninguém tira essa canalha do reinado. Estamos cansados e fartos de tanta lorota e blá-blá-blá! Queremos nossos militares e o povo de bem nas ruas, nos palácios resgatando nosso país de volta. Queremos que eles nos governe por mais de 500 anos ou pra sempre.
#2 Roberto Fonseca 30-10-2015 12:09
Prezado General, como todo brasileiro com um mínimo de raciocínio eu temo pela comunização do nosso Exército. A Marinha e a Força Aérea sempre foram subservientes, basta relembrar a adesão de marinheiros e fuzileiros navais aos movimentos de esquerda dos anos 60. Mas o Exército sempre foi um exemplo de ética e coragem. Combativo empunhando a espada de Caxias contra as ameaças às instituições e à Segurança Nacional. Porém o que se vê são generais (os da ativa de hoje)tornando-s e "cãezinhos de estimação da canalhada comunista. Ninguem reage com efeito. Chega de Ciência Política e vamos partir para a defesa da Estratégia e Objetivos Nacionais. Intervenção já! Antes que não haja mais Exército verde e amarelo. Nosso Exército não pode ser vermelho. Grato, ROberto.
#1 Vivi 29-10-2015 21:51
É preciso mais do que isso, General
O país está em mãos espúrias.
SALVEM O BRASIL do bolivarianismo criminoso.
Adicionar comentário