Nestor e Cristina

Atribuído ao neto de Emile Zola
É a história resumida do que está ocorrendo hoje na Argentina. Ser militar é ser considerado culpado. Não se sabe de que, mas se é militar, é culpado!...
Cumpriu com seu dever, culpado!...
Arriscou sua vida para defender a pátria, culpado!...
Se não o fez, culpado!

 

 

 

 

Texto completo

Se obedeceu ao  presidente de um governo Constitucional, por ser precisamente o braço armada da pátria, culpado!...

 Se, juntamente com as forças de segurança, defendeu a pátria que estava sendo atacada por forças terroristas, com o apoio de governos estrangeiros, para impor um sistema de governo marxista e fazer da Argentina uma Cuba, culpado!...

Mesmo que já tivesse acontecido centenas de mortes de civis inocentes; centenas de seqüestros extorsivos para arrecadar fundos que ajudavam na logística; milhares de atentados a bomba, que deixavam mortas e mutiladas pessoas inocentes; que o país estivesse um caos, onde não se vivia, mas se sobrevivia; que 10 quartéis já tivessem sido atacados; que um avião Hércules tivesse sido explodido, provocando  dezenas de mortos; que  seqüestrassem e torturassem suas vítimas e depois as matassem, como foi o caso do Coronel Larrabure, mesmo assim o militar que combateu esse terrorismo é culpado!...

Mesmo enfrentando forças treinadas de um exército irregular em ação, cujo objetivo era conquistar o poder, semeando o terror, que provocou mais de 1500 vítimas e mais de 22 000 atentados, o militar é culpado!... .

Seguramente, mais cedo ou mais tarde, a verdade aparecerá e desmascarará os culpados. Eles sabem o que escondem, quando ocultam a verdade. Fizeram da verdade uma mentira e vice versa. Ocultaram as provas da inocência de muitos e inventaram com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos, acusações mentirosas para condenar inocentes. As condenações são uma mentira ardilosa, vazia de conteúdo jurídico.

 Toda essa campanha contra os militares tem uma grande semelhança com o caso Dreyfus, que muitas vezes citei em minhas denúncias enviadas às autoridades.(...)

(...) Os juízes se apóiam na mentira e em testemunhos falsos para condená-los ou por ignorância ou por má-fé, o que é mais grave. De qualquer forma os juízes são culpados por utilizar as ferramentas que o poder lhes dá para impor uma justiça mentirosa.

Basta ler as denúncias, todas montadas  da mesma forma. Certamente, Deus e a pátria lhes cobrarão e a sociedade os condenará pela injustiça que cometeram.

Felicito aos que tiveram a coragem de escrever, com uma narração muita próxima dos acontecimentos ocorridos ou que estão acontecendo hoje - uma montagem de mentiras com a participação direta dos mesmos que nos atacaram ontem, semeando a morte, regando o país com sangue inocente.

Queremos apenas justiça e que todos os cidadãos sejam iguais perante a lei.

Peço a bem da verdade e da justiça dar a maior difusão ao presente.

 Obrigado
    Atte Oscar A Cavallo

 * Traduzido pela editoria do site www.averdadesufocada.com 

Adicionar comentário