Imprimir
Categoria: Corrupção
Acessos: 713
Delação premiada de Marcos Valério avança e ele foi transferido de prisão
Valério foi para a prisão especial em Sete Lagoas
José Vítor Camilo - O Tempo
Foi transferido na noite desta segunda-feira (17) para a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais, o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza. Ele foi condenado a 37 anos e cinco meses de prisão pelo envolvimento no escândalo do mensalão, esquema de compra de votos de parlamentares que ocorreu durante o primeiro mandato do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT).
A reportagem de O Tempo conversou com o advogado do publicitário, Jean Kobayashi Junior, que explicou que o pedido para a transferência foi feito já há bastante tempo. “Foi apreciado agora pelo magistrado, que deferiu o pedido pelo fato dele preencher todos os requisitos legais para ser concedido. Um deles é que sua atual esposa mora e estuda em Sete Lagoas. Nada mais que direito, como todos os corréus do mensalão do PT tiveram esse benefício, ele teve agora após quatro anos na penitenciária máxima”, explicou.
 
 
A Apac é uma entidade civil de direito privado vinculada ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Ela busca uma forma alternativa de cumprimento da pena, sendo dedicada à recuperação e reintegração social dos condenados. Nestas unidades, os próprios presos cuidam do ambiente, alguns têm até a chave da porta, e os agentes não andam armados.