Imprimir
Categoria: Diversos
Acessos: 2914

O assassino Raul Castro venda os olhos de um prisioneiro que será fuzilado a sangue frio. Para os petistas Luiz Inácio Lula da Silva, Tarso Genro, Dilma Rousseff, Ricardo Berzoini, José Dirceu, este é um crime que prescreveu?
Resolução sobre o 50º aniversário da Revolução Cubana
A Comissão Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores, reunida no dia 11 de dezembro de 2008, aprovou a seguinte resolução:
Em 1º de janeiro de 2009 a Revolução Cubana comemora seu 50º aniversário. No mundo inteiro, bem como no Brasil, milhares de atividades vão comemorar e refletir sobre este processo histórico vivo, que marcou e segue marcando a história mundial, latino-americana e brasileira. O 50º aniversário ocorre num contexto marcado pela crise internacional e pela existência de uma nova correlação de forças em nossa região. O exemplo mais evidente disto é a realização, no Brasil, de uma inédita reunião de chefes de Estado e governo da América Latina e do Caribe, que contará com a presença de Raul Castro. Ao longo de cinco décadas, a Revolução Cubana foi cotidianamente atacada pelo governo dos Estados Unidos. O novo presidente, Barak Obama, tem a possibilidade e o dever de iniciar uma nova etapa nas relações com Cuba, suspendendo o bloqueio, libertando os cinco patriotas cubanos presos nos EUA e desativando a base de Guantánamo. Cuba é conhecida pela prioridade que concede à saúde e à educação, por sua solidariedade sem fronteiras, por sua dignidade e perseverança. Motivos mais do que suficientes para o apoio dos governos progressistas e de esquerda da região, especialmente para superar os prejuízos causados por furacões que atravessaram recentemente seu território. Qualquer que seja o juízo que façamos de cada aspecto da vida e da história de Cuba socialista, a epopéia revolucionária cujas raízes remontam ao século XIX, na luta contra a ocupação espanhola e a ingerência estadonidense, merecem nosso respeito e admiração. Neste 50º aniversário, o Partido dos Trabalhadores reitera sua amizade, solidariedade e companheirismo, ao povo cubano, ao governo de Cuba e ao Partido Comunista.
Que viva Cuba!
Brasília, 11 de dezembro de 2008.
Comissão Executiva Nacional
http://coturnonoturno.blogspot.com/2008/12/pt-comemora-ditadura-assassina-de-cuba.html