LULA O SUPREMO
General da Reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva - 23/03/2018
É hora de mostrarmos nossa revolta com o STF. A Corte Suprema está contaminada por pontuais e nefastas ligações ou partidárias, ou ideológicas ou fisiológicas, com prejuízo da imparcialidade e, em consequência, com perda de legitimidade e confiabilidade.
Alguns mostram não ter compromisso nem com a lei, nem com o futuro do Brasil. É um poço de vaidades, com alguns artistas togados sem o menor bom senso e totalmente desprovidos de espírito republicano. A Corte tinha tudo para começar a dar um rumo definitivo a essa longa série, cuja primeira temporada terminaria com a prisão de Lula. Um seriado em que a demora para condenar e prender o andar de cima abala a fé do brasileiro no porvir da nação.



Alguém que tenha um simples neurônio funcionando concorda que Lula ainda não esteja preso? Mas ele vai escapar, pois no último degrau da justiça brasileira ele é temido. É sim um condenado protegido e tratado de forma diferente perante a lei.

Ora, suspender um julgamento dessa importância porque uns ministros tinham outros compromissos particulares? Quem paga aos senhores ministros somos nós e as omissões, as interpretações estranhas da lei e a demora em julgar cidadãos iguais a nós (???), mas com foro privilegiado estão nos enojando.

Tudo bem. A justiça é lenta. Mas será que uma Suprema Corte, que tivesse maioria séria e ciente da responsabilidade que tinha em suas mãos, perderia a oportunidade de hoje?

O resultado foi um abuso e um desprezo aos compatriotas honestos e mais um motivo para aumentar o nosso desprezo pelas vestais togadas de nossa justiça. Uma Suprema Corte confusa e sem rumo, que vem perdendo legitimidade e respeito da sociedade. Uma lástima!

"Supremos", como intitulou um dos senhores, não são os ministros do STF. Supremo é o Lula e os senhores passaram a imagem de marionetes nas mãos de um criminoso condenado.



Comentários  

0 #1 Donizetti Ap.de Oliv 23-03-2018 15:21
Com todo respeito General, a sua instituição é uma das maiores culpadas pelo atual estado de coisas. Primeiro porque entregou de "bandeja" o país para a tal "redemocratizaç ão", que nada mais é que a implementação daquilo que o nobre Exército impediu em 64; segundo porque a sociedade não enxerga o menor movimento das FFAA no sentido de agir novamente em pról do Estado Democrático de Direito, imperava naqueles idos. Tenho 60 anos, 46 deles trabalhados honestamente, e mesmo aposentado, continuo na ativo, por motivos financeiros. Ação das FFAA é o que o povo espera, fechem Congresso, extinguam o STJ e promovam novas eleições com gente séria e patriota.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar