Os dez anistiados mais bem pagos.
ALGUÉM FALOU, NO PASSADO PRÓXIMO: ESSE NÃO É UM PAÍS SÉRIO!!!
ALGUÉM SE LEMBRA QUEM DISSE?
Como disse Millor Fernandes ao recusar a indenização: não era ideologia, era investimento.
O País quer Saber : Os dez mais da anistia
José Carlos Arouca, primeiro no ranking dos anistiados ;Indenização: R$ 2.978.185,15 - pensão mensal: R$ 15.652,69. - Relator: Márcio Gontijo

2) Antonieta Vieira dos Santos
Indenização: R$ 2.958.589,08
Pensão mensal: R$ 15.135,65.
Relator: Sueli Aparecida Bellato

3) Paulo Cannabrava Filho
Indenização: R$ 2.770.219,00
Pensão mensal: R$ 15.754,80.
Relator: Márcio Gontijo

4) Renato Leone Mohor
Indenização: R$ 2.713.540,08
Pensão mensal: R$ 15.361,11.
Relator: Hegler José Horta Barbosa

5) Osvaldo Alves
Indenização: R$ 2.672.050,48.
Pensão mensal: R$ 18.095,15.
Relator: Márcio Gontijo

6) José Caetano Lavorato Alves
Indenização: R$ 2.541.693,65
Pensão mensal: R$ 18.976,31.
Relator: Márcio Gontijo

7) Márcio Kleber Del Rio Chagas do Nascimento
Indenização: R$ 2.238.726,71
Pensão mensal: R$ 19.115,17.
Relator: Márcio Gontijo

8 ) José Augusto de Godoy
Indenização: R$ 2.227.120,46
Pensão mensal: R$ 12.454,77.
Relator: Sueli Aparecida Bellato

9) Fernando Pereira Christino
Indenização: R$ 2.178.956,71
Pensão mensal: R$ 19.115,19.
Relator: Márcio Gontijo

10) Hermano de Deus Nobre Alves
Indenização: R$ 2.160.794,62
Pensão mensal: R$ 14.777,50.
Relator: Vanda Davi Fernandes de Oliveira

O ranking dos 10 mais da lista dos anistiados políticos soma R$ 25.439.875,94 em indenizações. A quantia é suficiente para instalar, por exemplo, 26 mil computadores em escolas públicas ou equipar 31 hospitais com aparelhos de tomografia. As cifras aparecem na folha de pagamento do Ministério do Planejamento. A identificação dos beneficiários exige uma demorada busca na coleção do Diário Oficial da União.

Todas as indenizações foram aprovadas pela Comissão de Anistia.
(Quem nomeou essa “Comissão de Anistia ?)
O n° 1 da lista, José Carlos Arouca, recebe, regularmente, todos os meses os R$ 15,6 mil da pensão.

(O que ele fez pelo Brasil para merecer tanto dinheiro ?)
“Eu era filiado ao Partidão”, conta em tom orgulhoso, chamando pelo apelido carinhoso o velho Partido Comunista Brasileiro. “Tinha uma militância política muito intensa junto aos sindicatos”. Em 1999, 20 anos depois da anistia, Arouca se tornou juiz do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. Aposentou-se em 2005 e, no mesmo ano, foi contemplado com a indenização milionária.

Terceiro do ranking, Paulo Cannabrava Filho, conseguiu R$ 2,7 milhões, além da pensão de 15.754,80 por mês. Presidente da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual dos Jornalistas Profissionais, Cannabrava recebe o equivalente ao salário médio de um editor. Procurado por VEJA.com, exigiu que a pergunta fosse feita por e-mail. Atendida a exigência, respondeu com admirável concisão: “A VEJA digo: nada a declarar. Assunto encerrado”. Os beneficiários das boladas gostariam que o assunto fosse sepultado para sempre. Os brasileiros que pagam a conta discordam.

O quarto da lista, Renato Leone Mohor, também premiado com R$ 2,7 milhões, teve a reparação equiparada ao salário médio de um chefe de redação: R$ 15,3 mil. Encerrou o telefonema ao saber que conversava com um repórter de VEJA.com. “Este número é confidencial e não vou te atender, amigo”.
Entre os relatores, o campeão da generosidade com dinheiro alheio é o advogado Márcio Gontijo. Seis dos 10 nomes entraram no ranking graças a ele

Comentários  

0 #5 janilson 14-05-2018 10:50
Graças as forças armadas o Brasil não está totalmente destruído hoje por esses comunistas...
Do tempo que eles entraram no poder até hoje só destruíram as obras construídas pelos militares, a própria petrobrás é um exemplo disso, e iludiu a população justificando que deu bolsas sendo que não é mais que obrigação deles dar (a quem precisa de fato).
0 #4 joseane Haefliger 12-05-2018 21:18
Existiu uma "Comissão da (in)Verdade" que, aos poucos, revela-se um engodo à partir do momento em que começou a ser escancarada a manipulação midiática com mais mentiras referentes ao período do regime militar. Fica a certeza de que há de se instituir uma nova "Comissão", essa sim da "Verdade", em que todas as partes serão ouvidas e analisados os conteúdos que elas trouxeram à baila para o conhecimento do público.
Basta de enganação e mentiras. O povo brasileiro tem o direito de conhecer a sua verdadeira história.
+2 #3 Vaulber B. Pellegrin 11-05-2018 18:16
Só gostaria de saber quanto este advogado Dr. Márcio Gontijo recebeu de honorários com dinheiro alheio?
+4 #2 Dalton Catunda Rocha 10-05-2018 18:31
Entre 1964 e 1985, os marxistas mataram cerca de 120 pessoas, no Brasil. Entre elas, o estudante pobre Edison Luís, em 1968. Ver site: ( http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=15225&cat=Artigos ). Bem, também entre 1964 e 1985, na China os marxistas no poder mataram mais de 20 milhões de pessoas. Na vizinha e democrática Colômbia, os marxistas mataram mais de 200 mil pessoas. Ver site:( http://www.bbc.com/portuguese/brasil-37181620 ).
O Regime Militar prestou grandes serviços ao Brasil. Dois deles foram: tranquilidade política e, imensos investimentos em infraestrutura.
A produção brasileira de petróleo cresceu mais de 8 vezes, a capacidade de refino de petróleo multiplicou-se mais de 12 vezes, a produção de soja aumentou mais de 60 vezes, extinguiu-se a varíola, decuplicou-se o número de vagas em escolas públicas, universalizou-s e a previdência social, multiplicou-se a produção de eletricidade mais de dez vezes, etc.
Viva o Regime Militar!
+4 #1 Enio Garrett 09-05-2018 17:50
E as vítimas desses terroristas comunistas? Dois exemplo: A família do ex-jogador Paraíba que perdeu a pernqa no atentado do Aeroporto dos Guararapes; A família do soldado que foi morto, na bomba no quartel do 2º Exército.
ISSO É UM INJUSTIÇA. ESSES COMUNISTA ATEUS FORAM BENEFICIADOS POR ESSA QUADRILHA QUE ESTAVA NO PODER E QUE TENTARAM TRANSFORMAR O PAÍS NUM REGIME DITATORIAL DE ESQUER.DA

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar