PT se incrimina
Jornal da Cidade Online - 03/12/2018  

“O PT tenta se reposicionar no palco olhando para trás”. É o que perece ter ficado bem claro na primeira reunião de seu diretório nacional, depois das eleições de 2018.

O partido fixou duas prioridades: a defesa intransigente de um presidiário e a formação de uma ampla frente partidária em defesa da democracia. Mera retórica mambembe.

Por outro lado, diz o PT que Palocci fez um grande negócio. Devolverá R$ 35 milhões, quando a Lava Jato atribui a ele um patrimônio de R$ 80 milhões.

Para o PT, Palocci sairá livre com R$ 45 milhões nos bolsos.

É efetivamente um caso raro de autoincriminação.

O PT não precisa mais de acusadores.

Veja o vídeo a seguir:

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar