João de Deus retirou R$ 35 milhões de suas contas bancárias durante a semana
João Teixeira de Faria (C), conhecido como "João de Deus", é escoltado por seus seguidores - AFP
ISTO É -  Redação - 15/12/18 - João de Deus ainda não se entregou às autoridades após o pedido de prisão decretado pela Justiça, mas investigadores continuam de olho no caso. Segundo eles, o médium fez movimentações bancárias em contas em seu nome na última quarta-feira (12), quando as denúncias já eram conhecidas do público. As informações são do jornal O Globo.

De acordo com a Polícia de Goiás e o Ministério Público, cerca de R$ 35 milhões foram retirados das contas bancárias em nome de João de Deus. A descoberta acelerou o pedido de prisão do médium. Segundo vizinhos contaram ao jornal, ele não voltou mais à sua casa em Abadiânia desde que as denúncias surgiram.

Policiais esperam que ele se entregue às autoridades ainda neste sábado (15). O advogado de defesa do médium disse que isso não deve acontecer até 20h, mas, mesmo assim, ele já foi colocado como foragido e incluído em uma lista da Interpol.

Natal para crianças de Abadiânia tem clima de tensão
Em discurso, mulher do médium pediu preces para João de Deus: 'Continuem rezando para que a verdade prevaleça'
Lígia Formenti
ABADIÂNIA - Esperada pela população carente de Abadiânia, a festa da entrega de presentes de Natal promovida por João de Deus deste ano foi feita sob clima de tensão e alegria protocolar. Neste sábado, 15, horas antes de o médium ser considerado foragido da polícia e procurado pela Interpol, sua mulher Ana Keila Teixeira ao microfone pedia preces para o marido e alegria no coração: "Apesar das turbulências, peço que todos continuem rezando para que a verdade prevaleça".

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar