Operação da PF investiga advogado do agressor de Bolsonaro
Mandados de busca e apreensão foram cumpridos no escritório e na empresa do defensor na região metropolitana de Belo Horizonte
MINAS GERAIS
Pablo Nascimento, do R7, com Record TV Minas
21/12/2018 - 11h17 (Atualizado em 21/12/2018 - 
Adélio é autor confesso do ataque a Bolsonaro
A Polícia Federal em Minas Gerais cumpriu, na manhã desta sexta-feira (21), mandados de busca e apreensão no escritório e em uma empresa de Zanone Manuel de Oliveira Júnior, advogado responsável pela defesa de Adélio Bispo, agressor confesso do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

O objetivo da operação é investigar quem estaria financiando a defesa de Adélio Bispo, que foi denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) por atentado pessoal por inconformismo político.

Mandados foram cumpridos em dois endereços
Gabriel Rodrigues / RecordTV Minas - 21/12/2018
Logo após o atentado, o advogado criminalista foi até Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, onde ocorreu o crime, e se apresentou como defensor de Bispo. À época, ele informou que não cobraria pelo serviço e que atuaria no caso como uma "estratégia de marketing".

Ao depor, agressor se diz 'ameaçado' por discurso de Bolsonaro

A reportagem do R7 procurou Zanone Manuel de Oliveira Junior, mas não obteve contato.(...)



Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar