Liberar as drogas pra combater o tráfico, é o mesmo que entrar em uma suruba pra defender a virgindade.
Rio - Um documento apresentado nesta quarta-feira no Rio de Janeiro apresenta opções para combater o tráfico de drogas na América Latina. O ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso, um dos representantes da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia, defendeu durante a apresentação a descriminalização da posse de maconha para uso pessoal.
 
 
 
 
 
 
 

Texto completo

Para a comissão a proibição da produção e da distribuição não produziu os resultados esperados. "Nós achamos que esse enfoque exclusivamente repressivo tem que ser repensado", disse o ex-presidente.

A comissão propõe que a repressão aumente ao crime organizado, que o consumo seja reduzido com informação e prevenção e que o problemas do uso das drogas seja tratado como uma questão de saúde pública.

A proposta integra o documento Drogas e Democracia: Rumo a uma Mudança de Paradigma que foi apresentado, nesta quarta-feira, pela manhã, durante entrevista coletiva com a comissão latinoamericana, realizada no Hotel Intercontinental, em São Conrado, Zona Sul do Rio. O documento, preparado pela comissão latinoamericana, desde sua criação em março do ano passado, será levado à reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) que tratará da revisão dos 10 anos de políticas de combate às drogas no mundo, em março deste ano, em Viena, capital da Áustria.

Com informações do Terra

Adicionar comentário