Sem foro privilegiado, Romero Jucá cai nas garras da Lava Jato e deve seguir o caminho de Lula
Jornal da Cidade -04/06/2019 
Nesta terça-feira (04), a Lava Jato em Curitiba acusou formalmente o ex-senador Romero Jucá (MDB), agora sem foro privilegiado, pelo recebimento de R$ 1 milhão em propinas em contratos da Transpetro. Esquema idêntico ao da Petrobras.

Romero Jucá havia recebido R$ 1 milhão, em 2010, de acordo com o MPF. Os pagamentos ilícitos ao ex-senador advinham de quatro contratos e sete aditivos celebrados entre a Galvão Engenharia e a Transpetro.
Sem a proteção do foro privilegiado, Jucá deve seguir os passos de Lula de quem nos bons tempos foi ministro da previdência.

Leia a íntegra da denúncia. no Jornal da Cidade

da Redação

Adicionar comentário