Imprimir
Categoria: Política interna
Acessos: 242

Caro leitor, O Antagonista
As coisas no Brasil parecem estar de ponta-cabeça.Veja:
A partir de agora, provas legais, fornecidas por órgãos do Estado, serão descartadas.
E provas ilegais, obtidas por criminosos para tirar da cadeia outros criminosos, serão consideradas válidas.

É o que se depreende dos fatos a seguir:
O presidente do STF, Dias Toffoli, suspendeu investigações baseadas em informações repassadas pelo Coaf e pela Receita Federal ao Ministério Público sem autorização judicial.

Toffoli contrariou, assim, decisão do plenário do STF de 2016.

O Conselho Nacional do Ministério Público, por sua vez, decidiu investigar o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato em Curitiba, com base nas mensagens roubadas e divulgadas pelo site The Intercept.

O Conselho ignorou, assim, a ilegalidade da invasão dos celulares.

Se você não quer o Brasil sem Lava Jato, precisa se apressar: neste exato momento, condenados e investigados pela Lava Jato comemoram os golpes desferidos contra a maior operação anticorrupção da história.