Jornal da Cidade - 18/09/2019 
O STF precisa de uma limpeza.

As instituições da República brasileira estão passando por uma grande assepsia.

Começou com o "mensalão", evoluiu para o "petrolão" e agora estamos na fase da "operação lava jato".

Altas autoridades e poderosos foram acusados, processados e muitos estão presos.

Deputados, Senadores, Ministros de Estado, ex-Presidentes, empresários.

Gente muito influente está pagando pelos roubos que fizeram do sagrado dinheiro público.

Entretanto, essa limpeza ainda não chegou na parte podre do Poder Judiciário. Notadamente nos tribunais superiores e de modo especial no Supremo Tribunal Federal.

Quem conhece as entranhas desse poder sabe como as coisas funcionam. E a podridão precisa boiar. O expurgo precisa acontecer. E a competência legal para efetuar essa faxina é do Senado da República.

Para isso, 30 Senadores propuseram a abertura da CPI da Lava Toga. Também para esse fim, tramitam requerimentos de impedimento de ministros escandalosamente comprometidos com a proteção da engrenagem da corrupção.

Sob a desculpa esfarrapada da necessidade de manter a harmonia entre os poderes, o Presidente do Senado Davi Alcolumbre tem barrado o processamento legítimo destes movimentos.

Então o Judiciário pode intervir no Executivo e no Legislativo?

E o Legislativo não pode cumprir sua obrigação Constitucional de fazer o expurgo do lixo?

E daí que vai ser a primeira vez na nossa história?

Não foi a primeira vez que ex-presidente foi em cana?

Os 30 Senadores convocaram a população para um ato público na Praça dos Três Poderes, para o próximo dia 25 deste mês a partir das 14 horas.



Esses Senadores que representam milhões de brasileiros não estão sozinhos.

A hora do Supremo Tribunal Federal chegou!

O abcesso vai ser aberto!

A luz vai iluminar e pôr a mostra a imundice que existe sob a toga preta de alguns dos nossos ministros.

Adicionar comentário