Carlos Augusto Fernandes dos Santos- General Reformado -POA/RS 25/10/2019
Desconfiado , assisto as sessões do STF. Ouço, no voto de alguns juízes durante o julgamento , que a “exegese ou hermenêutica” do artigo da Constituição Federal que prevê a Presunção de Inocência, até o Trânsito em Julgado , deve prevalecer. Na verdade , a discussão gira em torno da questão: soltar LULA e os criminosos que, nos últimos vinte anos, assaltaram o país. Só não entende isso quem é alienado , militante ou simpático de esquerda. O PT e todos os seus “puxadinhos” sabem que a saída, a tábua de salvação é LULA.


Empreiteiros criminosos, governantes e inúmeros políticos envolvidos na descarada roubalheira já começaram a festejar. Lembro, por oportuno, duas afirmações contundentes: a do decano do STF, durante o julgamento da Ação Penal 470- o Mensalão ( Definindo a ORCRIM) e, agora, a do Ministro BARROSO: “ Não tem pobre envolvido nisso.” Só gente graúda e criminosa.

A dissimulada estratégia gradativa desse teatro vem sendo urdida, por etapas, há vários meses, para desmontar a Lava-Jato e evitar pressões inconvenientes e reações coletivas da sociedade esclarecida. A infeliz decisão que modificará a anterior do STF (2016) concederá LIBERDADE AOS CRIMINOSOS condenados em Segunda Instância. Isto é o que interessa à Organização Criminosa. O resto é o resto.

A história de cobertura da estratégia, que conta com a simpatia de conhecidos ministros do STF em seus rebuscados votos , não convence a população consciente . O Artigo 1º da Constituição Federal deixa bem claro que “ TODO O PODER EMANA DO POVO E EM SEU NOME SERÁ EXERCIDO “. Será que a “hermenêutica ou exegese “ desse ARTIGO- Cláusula Pétrea da Constituição - vai ser desconsiderada ? A maioria dos brasileiros entende que o lugar de ladrão e de corruptos é na Cadeia; a do STF, parece que não.

O escore , como se sabe , será apertado. Vencerá a Impunidade???. Se isso ocorrer será decepcionante e vai contrariar os desejos da maioria da sociedade brasileira , cansada de ver tantos recursos, “firulas jurídicas” , “hermenêuticas e exegeses”, para beneficiar RATAZANAS FELPUDAS.

Os passos seguintes do perverso projeto, buscam anular as condenações de LULA e a de outros criminosos ; desmoralizar MORO que teve a “audácia”, antes de proferir suas sentenças , de manter conversas “reprováveis” com DELTAN DALLAGNOL e aceitar provas discutíveis. O The Intercept cumpriu sua deletéria e ilícita tarefa.

Como entender, então, a postura majoritária de juízes experimentados, decidindo uma questão fundamental que, além de proteger criminosos de colarinho branco colaborará com a histórica impunidade do país ?

Se acha estranho, tudo isso, procure entender o que é Hermenêutica e Exegese!! Você, meu caro leitor, é um “zero à esquerda” e não sabe de nada.

Adicionar comentário