Ninguém defende o crime de graça: chegou a hora de separar o joio do trigo
Jornal da Cidade - 31/10/2019
Lula foi condenado por abundância de provas, mas para a quadrilha é inocente: preso político.
Já para a quadrilha, o Presidente Bolsonaro é culpado do assassinato de uma vereadora do PSOL, que ninguém sabia quem era, porque atendeu a uma ligação no Rio quando estava em Brasília.
Nem uma palavra sobre as acusações de que Lula mandou matar Celso Daniel (entre outros).

Lula roubou 6 TRILHÕES, mas a quadrilha quer saber do Queiroz, que nem político é, investigado por ter movimentado R$ 600 mil em alguns anos. Já os funcionários do atual presidente da ALERJ, o deputado do PT Andre Ceciliano, movimentaram cerca de R$ 50 MILHÕES. Nem uma palavra na extrema imprensa contra ele.

Chegou a hora de separar o joio do trigo nas nossas vidas. Tolerância zero.

Vamos tirar o palanque da quadrilha: que falem entre eles.

Ah, e antes que eu me esqueça, vamos boicotar a #GloboLixo. Como não somos robôs (rsrsrs), nossa audiência há de fazer falta.

E quem mandou matar o Presidente Bolsonaro e pagou os advogados do Adélio, ex+filiado ao PSOL.

Quem mandou o porteiro mentir?

Ninguém defende o crime de graça.


Lucia Sweet

Adicionar comentário