Opinião Joseita Brilhante Ustra
O presidente fez 99 ataques a jornalistas e a meios de comunicação desde 1º de janeiro, segundo levantamento da Federação Nacional dos Jornalistas
 Clauber Cleber Caetano/PR- Por Redação
Segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (1º) pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o presidente Jair Bolsonaro direciona ataques a jornalistas e a veículos de imprensa ao menos duas vezes por semana. De 1º de janeiro a 31 de outubro foram 99 ocorrências de atitudes que visam deslegitimar o trabalho jornalístico.
Observação do site www.averdadesufocada.com:  2 " ataques" por semana segundo o levantamento da Fenaj


Interessante seria também que fizessem  um levantamento de ataques de alguns jornalistas ou comentaristas feitos desde o lançamento de sua campanha até os dias de hoje.
Principalmente , depois de sua tentativa de assassinato, quando passou 23 dias internados e, não podendo ir aos debates , insinuava-se, quase que diariamente que ele estava usando a internação para não comparecer aos debates para não se expor.
Vejam que se fizerem um levantamento mais cuidadoso chegarão a um acordo e verão que quem passou e passa por tudo que o Presidente Jair Bolsonaro passa, compreenderá que ele está reagindo aos ataques que sempre sofreu por uma mídia de esquerda radical que não se conforma de ter perdido o poder e as regalias.
Se se basearem no levantamento que sugiro- começem por mais ou menos 1 de janeiro de 2018 até os dias de hoje -  verão que  os taques sofridos por ele foram muito maiores do que 2 vezes por semana.

Adicionar comentário