Premier canadense diz ter evidências de que avião ucraniano foi atingido por míssil do Irã
Justin Trudeau afirma que 'não descansará' até que obtenha respostas; autoridades americanas apontam para dois lançamentos de mísseis
O Globo - 09/01/2020 -
WASHINGTON E TEERÃ — O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, afirmou nesta quarta-feira ter recebido informações de "múltiplas fontes de inteligência" de que o Boeing 737-800 foi derrubado pelo Irã, provavelmente de "forma não-intencional". Em discurso na capital, Ottawa, ele defendeu ainda uma ampla investigação internacional, mas ressaltou que está em contato permanente com a chancelaria iraniana. O avião da Ukraine International Airlines caiu perto do aeroporto internacional de Teerã-Imam Khomeini com 176 pessoas a bordo na madrugada de quarta-feira. Ninguém sobreviveu

.

Segundo o premier, tudo indica que as caixas-pretas vão permanecer no Irã — Teerã havia se negado a fornecer os equipamentos para a Boeing e, em tese, possui capacidade de extrair as informações, mas já sinalizou que pode pedir ajuda ao exterior. Trudeau diz acreditar que investigadores de outros países terão acesso aos dados, e deixou claro que seu governo "não vai descansar" até que obtenha respostas. Ao todo, havia 63 cidadãos canadenses a bordo.

Apesar das declarações, Trudeau considerou "cedo" para apontar culpados ou chegar a conclusões.

As palavras do líder canadense vieram logo depois de autoridades do governo dos EUA revelarem à imprensa que acreditam na hipótese de que a aeronave tenha sido abatida pelo sistema antiaéreo iraniano. Sem se identificar, um funcionário afirmou que foram identificados dois lançamentos de mísseis perto do horário em que o Boeing 737-800 caiu, seguidos por evidências de uma explosão.

Os representantes dos EUA, que não se identificaram, também dizem que se tratou de um lançamento acidental. As informações não foram confirmadas oficialmente pelo governo. O presidente Donald Trump disse a jornalistas que "alguém pode ter cometido um erro", e disse ter suspeitas de que "algo muito terrível pode ter acontecido".

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar