Papa diz que Amazônia é de todos e Bolsonaro dispara: “o Papa pode ser argentino, mas Deus é brasileiro” 
Jornal da Cidade - 13/02/2020 às 11:23

Durante a saída do Palácio do Alvorada, o presidente da República, Jair Bolsonaro, repudiou novamente o sensacionalismo sobre as queimadas na Amazônia e criticou o silêncio dos ambientalistas sobre a Austrália.

Na presença do governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima, Bolsonaro salientou que "ninguém fala da Austrália".

“Cadê o Sínido da Austrália?” questionou o presidente.


O Papa Francisco afirmou na última quarta-feira, 12, no documento final do Sínodo da Amazônia que "organismos internacionais e organizações da sociedade civil" devem continuar o trabalho na floresta amazônica.

“O Papa Francisco falou ontem que a Amazônia é dele e do mundo. Por coincidência eu estava com o embaixador da argentina e disse: - Olha, o papa é argentino, mas Deus é brasileiro”, disse Bolsonaro.

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar