De: Heitor De Paola <Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.>
Félix Maier <Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.>
Os planos de fhc para derrubar Bolsonaro
Bolsonaro, rodeado de cascavéis por todos os lados, terá que redobrar a sua atenção já que um "mero espirro sem o devido cotovelo" poderá ser motivo do seu impeachment. O urubu fhc tenta todas as cartas nem que tenha de jogá-las numa única dose, tamanho o seu desespero.

Plano A: forçar um impeachment fraudulento para maia assumir, mas "botafogo" cresceu o olho e caiu em descrédito do povo.
Plano B: forçar um impeachment fraudulento para moro assumir, mas este cresceu o olho, tranquilo, ainda, de que maia e o stf seguraria a sua barra. Só que não, tb está caindo em descrédito do povo.

https://pleno.news/brasil/politica-nacional/mourao-critica-moro-poderia-apenas-ter-pedido-demissao.html?utm_source=Social&utm_medium=facebook&fbclid=IwAR10RCS40D4KekbEM46wotgoKH89MMT4mh7YqhLYMBUE2X_xb7o25qTOjTs

Plano c: forçar a renuncia de Bolsonaro para que o país volte à "normalidade".

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/20135/janaina-deixa-escapar-o-plano-para-afastar-bolsonaro

Janaína deixa “escapar” o “plano” para afastar Bolsonaro
Janaína, explica o plano para quem acha que é teoria da conspiração... Eles têm pressa em tirar Bolsonaro, não estão a fim de passar por um demorado e desgastante processo de impeachment, ainda mais agora que a população acompanha e se revoltaria com os partidos que votassem para retirar o capitão.
wwwJornal da Cidadeonline.com.br

https://paginadoestado.com.br/joice-aposta-em-moro-ministro-de-mourao/

Joice aposta em Moro ministro de Mourão - PÁGINA DO ESTADO
Além de pedir o impeachment de Jair Bolsonaro e afirmar que é hora de “deixar o Mourão trabalhar”, Joice Hasselmann usou o Twitter para fazer mais uma previsão. “Aposto – com quem quiser – que o primeiro ato de Hamilton Mourão como presidente da República (e espero que seja logo) será tentar […]
paginadoestado.com.br

Boa parte das cascavéis que se elegeram pelo PSL como kim kataguiri - outro fantoche de George soros - sabiam das reais pesquisas de intenções de votos em relação a Bolsonaro, mas que os maiores institutos de pesquisa omitiram. Do contrario, não teriam ingressado em peso no partido e na carona do presidente. Pesquisas, já sabemos, servem apenas para manipular as massas, mas as massas estão cada vez mais atentas, politizadas e aguerridas, potencializando o desespero de fhc. Assim, não se pode dizer que houve traição, apenas que as serpentes estavam trajando máscaras, ou melhor, que os lobos estavam vestindo pele de cordeiro - simbolo fabianista. E há mais desta espécie no governo, na mídia e etc etc etc...

...................................................................................................................................................

________________________________________
De: Aileda de Mattos Oliveira <Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.>
De: Luiz J. Mendonça [mailto:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.]
Assunto: Fwd: Meu mais recente texto. Grato.


Caros amigos, amigas. Boa madrugada!
Repasso orgulhosamente! Assino em baixo.
Correspondo-me com o Capitão de Exército, Félix Mayer, há mais de dez anos.
Serviu dois anos no Egito. Escritor, editor, jornalista, patriota, culto, lutador, sempre atento às traições contra nossa Pátria.
Solicito sua tenção para eu artigo.
Meu abraço.
Luiz Mendonça.

Foto do perfil de Félix Maier, A imagem pode conter: 1 pessoa
Félix Maier

O general mais famoso da equipe Bolsonaro, Sergio Moro, abandonou a tropa enquanto ela trava árdua luta em duas frentes, uma mais mortal que a outra: o establishment corrupto e a Peste da China.

Moro pode até ter dito algumas verdades a respeito de seu antigo chefe, mas até agora não vi nenhum crime ser cometido, talvez haja algum problema referente ao decreto de exoneração do Diretor-Geral da PF, onde consta assinatura de Moro sem ele ter assinado, segundo palavras do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública. O resto, como a troca de mensagens particulares, só mostram fofocas de comadre, não caso real de abuso de autoridade. Sair atirando como cangaceiro sem se queixar dos ataques que sofreu no Congresso Nacional por deputados tchutchucas e maconheiros durante o caso Intercept prova a enorme mesquinhez de Moro.

Nenhuma palavra foi dita sobre a lipoaspiração que sofreu seu pacote anticrime, inviabilizando qualquer perspectiva de dar um basta na impunidade e na corrupção, que tende a se perpetuar no Brasil. Por que nada falou sobre isso na coletiva de imprensa? Esse era seu principal projeto como ministro, e o Congresso Nacional jogou tudo na lata de lixo. E nenhuma palavra foi dita sobre tal descalabro?

Por que será que Moro poupou os parlamentares, muitos deles envolvidos em denúncias de corrupção listadas pela Odebrecht, como Rodrigo Maia, codinome "Botafogo"? Moro vai precisar deles para indicação a algum cargo eletivo? Jogada tucana para 2022, seja para Senador, seja para Presidente?

O establishment corrupto corre para tirar Bolsonaro do poder antes do fim do ano. Assim, o vice não poderá assumir a Presidência e serão convocadas novas eleições. Moro será candidato pelo PSDB, se isso ocorrer?

Por isso a pressa de FHCannabis, defensor do uso recreativo da maconha, dizer que Bolsonaro terá que "renunciar ou ser renunciado". Ou seja, sofrer impeachment. Para o maior cabo eleitoral de Lula - o maior ladravaz da história do Brasil -, o golpe contra Bolsonaro deve ocorrer antes de 31 de dezembro de 2020. Depois dessa data, o general Hamilton Mourão assumiria o cargo.

Nunca os inimigos do Brasil ficaram tão assanhados, com a perspectiva da volta do balcão de negociatas entre o Executivo e o Legislativo. Nunca a República Federativa dos Bandidos ficou tão escancarada para o público tomar conhecimento. Por isso, existe tanta pressa em derrubar Bolsonaro. Para que o establishment corrupto volte ao poder.

Adicionar comentário