Por Renata Lo Prete - Folha de S. Paulo

A lista de felizardos que viajaram ao exterior com passagens da Câmara inclui uma família alçada à fama no recente escândalo das 181 diretorias do Senado. O casal João Carlos e Denise Zoghbi, respectivamente ex-diretor de Recursos Humanos e ex-diretora do Instituto Legislativo Brasileiro, foi a Madri, em março de 2008, nas cotas de Raymundo Veloso (PMDB-BA) e Zé Geraldo (PT-PA). Em fevereiro de 2007, Ricardo Zoghbi, filho do casal, voou para Paris com bilhete de Aníbal Gomes (PMDB-CE). E Luiz Fernando Zoghbi teve passagens emitidas para Madri, em 2008, via gabinete de Armando Abílio (PTB-PB).

João Carlos Zoghbi perdeu o cargo quando se soube que instalara os filhos num apartamento funcional.

Texto completo 

Barata voa
Um clima de total atordoamento tomou conta da Mesa Diretora da Câmara diante da repercussão da farra das passagens aéreas. Seus membros não estão falando a mesma língua, e a irritação é grande no plenário.

Veja bem
Acossado, o presidente Michel Temer (PMDB-SP) tenta acalmar os mais exaltados dizendo que eles ainda poderão usar as milhas acumuladas para levar as mulheres e os filhos a Brasília.

Gente como a gente
O baixo clero comemora: desta vez, os caciques e os "éticos" não estão em condições de dar lição de moral aos colegas. "O Gabeira virou um de nós", observa um deputado do grupo.

Plataforma 1
O líder do PT, Cândido Vaccarezza, é contra a incorporação da verba indenizatória ao salário. Defende que a verba seja movimentada por meio de cartão, com publicidade total do uso. Passagem aérea, apenas para deputado ou assessor.

Plataforma 2
Quanto ao salário, propõe aumento, com os seguintes pré-requisitos: a) desvincular os salários dos deputados federais da remuneração nas Assembleias Legislativas; b) idem no que diz respeito ao STF e ao Ministério Público Federal; c) tornar o salário dos parlamentares o teto do funcionalismo.

Imagem é tudo
O consultor de imagem Mário Rosa e família viajaram a Miami com passagens da cota de Ciro Nogueira (PP-PI). O deputado afirma que os convidou.

Espaço sideral
De Silvio Costa (PMN-PE), inconformado com as limitações impostas ao uso das passagens aéreas: "Quando cheguei à Câmara, me disseram que eu podia usar até para ir à Lua".

Inimigo meu

A desavença entre os ministros Gilmar Mendes e Joaquim Barbosa, que ontem atingiu temperatura inédita no plenário do Supremo Tribunal Federal, vem de longa data. Remonta ao período em que os dois eram colegas de Ministério Público, no qual ingressaram no mesmo concurso.

O céu é o limite
Os 21 vereadores de Maceió recebem verba indenizatória de R$ 27 mil -o triplo do salário. O valor é pago adiantado, em cheque nominal. Heloísa Helena (PSOL) abriu mão da verba e fez representação ao Ministério Público de Alagoas questionando sua legalidade.

Abaixo de zero
O Sindicato dos Metalúrgicos de SP envia hoje carta a Guido Mantega (Fazenda) reivindicando a inclusão de freezer na lista de produtos que tiveram o IPI reduzido. Argumenta que a ausência desse item abre margem para demissões setoriais, já que os fabricantes são os mesmos das geladeiras.

Visita à Folha
Jackson Schneider, presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) e do Sinfavea (Sindicato Nacional da Indústria de Tratores, Caminhões, Automóveis e Veículos Similares), visitou ontem a Folha, a convite do jornal, onde foi recebido em almoço. Estava com Ademar Cantero, diretor de Relações Institucionais.
 
 

Tiroteio

"Não sou o Gabeira, que quer ser uma flor no lodo e depois vem aqui se autoimolar."
 

De CIRO GOMES (PSB-CE), ao anunciar a intenção de processar quem divulgou que o gabinete do deputado emitiu passagens para o exterior em nome de sua mãe; ele nega que ela tenha viajado às expensas da Câmara.

Contraponto

Zona de turbulência

 

Em meio ao festival de revelações constrangedoras para a Câmara, Eduardo Gomes (PSDB-TO) desembarcou anteontem em Minas para receber a medalha da Inconfidência nas comemorações do 21 de Abril. No aeroporto de Belo Horizonte, pouco antes de seguir para Ouro Preto, o deputado foi abordado por um assessor do governador Aécio Neves, que perguntou se ele pretendia pernoitar no Estado ou se estava apenas "de passagem".
Pego num momento de distração, Gomes ouviu apenas o final da pergunta, e foi logo se justificando:
-Que passagem? Da Câmara? Não, esta eu paguei...

 

   

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar