Jornal da Cidade - 24/07/2020 às 11:41

Nesta quinta-feira, dia 23, a defesa de Serra considerou o fato “inadmissível”.

“É inadmissível que uma investigação contra um Senador da República por fatos alegadamente praticados no mandato em curso e a ele relacionados seja subtraída do controle desse Supremo Tribunal Federal”, afirmam os advogados.

A decisão sobre a concessão ou não do foro ao tucano, ‘caiu’ justamente no colo do ministro Gilmar Mendes, que foi sorteado pela Corte para apreciar o requerimento de Serra.

E agora? Qual será a decisão de Gilmar?

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar