Futuro ministro da Defesa anuncia novos comandantes das Forças ...

CARTA ABERTA ÀS FFAAs.
De: Manoel Santos
Para:
General Edson Leal Pujol – Comandante do Exército
Almirante de Esquadra ILQUES BARBOSA JUNiOR – Comandante da Marinha do Brasil
Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez – Comandante da Aeronáutica
Tenente-Brigadeiro do Ar Raul Botelho – Chefe do Estado Maior Conjunto das FFAAs
General Fernando Azevedo e Silva – Ministro da Defesa
Todos os militares de alta patente das 3 Forças Militares

Precisa comentar o fato de só termos como opções candidaturas de esquerda?
Mas, mesmo assim, manifestamos nossa grande revolta oferecendo o maior percentual de votos nulos, brancos e abstenções de nossa recente história eleitoral.
NÃO TÍNHAMOS OPÇÕES DIGNAS DE ESCOLHA. ÓBVIO, PORTANTO, QUE, TAMBÉM NESTA ELEIÇÃO, NÃO DESPREZAMOS O LEGADO DEIXADO POR NOSSAS FFAAs.
Nas eleições seguintes ficamos diante da mesma escolha de sofia e, mais uma vez, nossa insatisfação se mostrou nos votos de indecisos, brancos e nulos.
Eis que chegamos no processo eleitoral de 2018.
E o que nós, conservadores fizemos?
LEVAMOS À PRESIDÊNCIA UM CANDIDATO DE ORIGEM MILITAR, CARREGANDO NOS BRAÇOS A SUA CAMPANHA, DANDO UM EXEMPLO DE CIVISMO NUNCA ANTES HAVIDO NA HISTÓRIA DE NOSSA REPÚBLICA.


Se isto não é um reconhecimento tardio, mas oportuno, ao legado deixado por nossas FFAAs, eu, sinceramente, não sei que se nome se dá.
Desde a malfada votação do colégio eleitoral, onde não votamos, até à presente data, tivemos, PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA ELEITORAL DO BRASIL, um candidato com a cara do Brasil conservador, honesto, religioso, brigão e que retrata, sem quaisquer senões, as nossas aguerridas FFAAs, sempre respeitadas e admiradas em todos estes anos, comprovados através das mais diversas pesquisa de opinião.

NUNCA ABANDONAMOS NOSSAS FFAAs.
NUNCA DESPREZAMOS O LEGADO DEIXADO POR ELAS.
E, na primeira vez que tivemos uma real oportunidade, demos à Elas a nossa demonstração de carinho, de agradecimento, de CONFIANÇA INQUESTIONÁVEL nas mãos amigas e nos braços fortes e responsáveis por nossa democracia e nossas instituições.
Então, qual o porquê deste longo reviver de nossa história recente?

Por que nossa democracia e nossas liberdades estão sendo estupradas por ditadores de ocasião, os mesmo que, insana e criminosamente, tentaram tirar a facadas o nosso presidente da disputa eleitoral.
Por que nossas conquistas constitucionais, abrigadas por CLÁUSULAS PÉTREAS de nossa CONSTITUIÇÃO, estão sendo violentadas sem qualquer pudor por assassinos da democracia.
Por que inocentes, “criminosos de opinião”, estão sendo calados por decisões inconstitucionais ou sendo presos sem qualquer condenação processual digna que abrigue nosso amplo e CONSTITUCIONAL direito de defesa.

Por que estamos sendo, covardemente, impedidos de manifestarmos nosso repúdio por que somos chamados de nazistas, fascistas, disseminadores de ódio e outras pechas, reverberadas por uma imprensa criminosa que, também ela, pretende jogar no lixo a escolha DEMOCRÁTICA que fizemos no processo eleitoral de 2018.
Diante de todo o exposto, algumas perguntas se fazem necessárias:

Qual a razão do temor de nossas FFAAs de serem “novamente abandonadas”, E NÃO FORAM COMO RESTA PROVADO, diante do descalabro por que passa nossa nação?
Que sentido faz este pretenso temor se em todos estes anos, mesmo nas piores situações, sempre consideramos nossas FFAAs como a instituição mais querida e mais admirada do Brasil?
NOSSA DEMOCRACIA ESTÁ EM PERIGO.

NOSSA DEMOCRÁTICA DECISÃO DE OUTUBRO DE 2018 ESTÁ PRESTES A SER JOGADA NO LIXO.
NOSSA NAÇÃO ESTÁ SENDO RIDICULARIZADA PERANTE AS NAÇÕES CIVILIZADAS.

Urge que nossas aguerridas FFAAs salvem, não o presidente de turno, mas nossas INSTITUIÇÕES, nossa REPÚBLICA, nossa CONSTITUIÇÃO e, acima de tudo, a NOSSA NAÇÃO.
Por que, caso contrário, será nossa a desilusão com nossos valentes soldados.

E aí, senhores, nada mais restará para este povo sofrido, mas alegre.
DEIXEM DE LADO ESTE TEMOR INFANTIL E LEMBREM-SE DO JURAMENTO:
“OU FICAR A PÁTRIA LIVRE, OU MORRER PELO BRASIL.”
Está na hora da MÃO AMIGA vir em socorro da nação.
Está na hora do BRAÇO FORTE, mais uma vez, livrar a nação dos canalhas.
Manoel Santos - Aposentado, testemunha da história do Brasil, ex-executivo de multinacionais, ex-r2 do EB - CPOR-72 e apaixonado pelo meu país.

Comments powered by CComment

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar