Imprimir
Categoria: News
Acessos: 2197
Derrotado pelo STF, Maia diz que nunca quis se reeleger e já planeja vitória do seu sucessor

Em entrevista à Globo News, nesta segunda-feira (07), Maia alegou que sempre defendeu e respeitou o resultado dos tribunais e, agora, como esperado, planeja criar um sucessor.

De fato, é o que ele vem tentando fazer desde o dia 1° de dezembro. Prevendo que seria derrotado no Supremo, vem articulando com líderes das bancadas de oposição e também do seu grupo político para emplacar um sucessor. Maia pretende formar um bloco de 330 deputados para votar a favor do seu pupilo. Entre os partidos estão: toda a esquerda mais DEM, PSDB, MDB, Cidadania, PV, PSL, PTB, Pros e Republicanos.

Caso Maia consiga reunir todas essas siglas em favor do seu aliado, além da presidência da Câmara, ele garante mais 3 ou 4 cargos na Mesa Diretora da Casa.

De olho nisso, seis deputados “brigam” para ser o sucessor de Rodrigo Maia: Baleia Rossi (MDB-SP), Marcos Pereira (Republicanos-SP), Luciano Bivar (PSL-PE), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Marcelo Ramos (PL-AM) e Elmar Nascimento (DEM-BA).

No entanto, ainda existe uma pedra no caminho de Maia: nenhum dos nomes é forte o suficiente para ser bem quisto por todos os partidos que ele pretende coligar.

Pois ẽ, Maia e os seus "jogos políticos"...